Mais lidas

    Esportes

    Esportes

    Na presença de ministro da Saúde, atletas olímpicos começam a ser vacinados

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 14.05.2021, 15:32:00 Editado em 14.05.2021, 15:41:11
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O Brasil começou nesta sexta-feira, 14, a vacinar os atletas que vão disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, disputados entre julho e agosto deste ano. Ao todo, segundo o Comitê Olímpico do Brasil (COB), 1800 profissionais da delegação brasileira receberão o imunizante. Adiada por causa da pandemia, a competição teria ocorrido no ano passado.

    O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve nesta sexta no Rio para marcar o evento inaugural da vacinação, no Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEx). Receberam a primeira dose da vacina da Pfizer os atletas Rosângela Santos, do atletismo; Ana Marcela Cunha, da maratona aquática; Larissa de Oliveira, da natação; Marcus Vinicius DAlmeida, do tiro com arco; Caio Ribeiro, da canoagem paralímpica; e Michel Pessanha, do remo paralímpico.

    "Fui bloqueado de competir em alguns países e, com a vacina, sinto que vou conseguir concluir meu ciclo. E sem o medo de chegar perto da Olimpíada e cair doente, interrompendo todo um trabalho de 11 anos no esporte", disse Marcus Vinicius DAlmeida.

    "Poder tomar essa vacina traz muita segurança. Daqui três semanas vamos tomar a segunda dose e depois chegaremos ao Japão sem maiores problemas. Estou muito feliz de representar a delegação brasileira, e agora é seguir rumo a Tóquio em busca das medalhas", complementou Ana Marcela, campeã mundial de maratonas aquáticas.

    A partir de segunda-feira, a ação se estende para Brasília, Fortaleza e Porto Alegre, chegando a Belo Horizonte na quarta, de acordo com a logística estabelecida pelo Ministério da Defesa. O Rio foi a escolhida para ter a presença do ministro e a cobertura da imprensa. A última edição da Olimpíada, em 2016, foi realizada na cidade.

    A segunda dose da vacina será aplicada entre os dias 7 a 11 de junho, a 25 dias do primeiro embarque para o Japão e a 43 da abertura dos Jogos Olímpicos. Por meio do acordo, serão beneficiados também os participantes dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, que acontecem entre os dias 24 de agosto a 5 de setembro.

    Parceria entre os ministérios da Defesa, da Saúde e da Cidadania, a ação tem coordenação do COB e do Comitê Paralímpico. "Estamos muito satisfeitos de poder ir aos jogos imunizados e ainda oferecer estas doses adicionais aos brasileiros. Temos a responsabilidade de vacinar e proteger nossos atletas, aceitando esta doação do COI", disse o presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira.

    Segundo as autoridades, a doação do Comitê Olímpico Internacional fará com que, a cada dose aplicada nos atletas, duas sejam doadas para o SUS. Os imunizantes aplicados nesta sexta eram da farmacêutica Pfizer, que agora começam a chegar ao País após a demora do governo em adquiri-las - um dos focos da CPI da Covid, em curso no Senado.

    Ao comemorar a aplicação nos atletas, o ministro Queiroga falou que a Olimpíada servirá como "um alento para a alma do nosso povo" durante um período difícil como o da pandemia. "O Brasil, seja no futebol, 'a pátria de chuteiras', ou na Olimpíada, se une em torno de um objetivo comum", comentou.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Esportes

    Deixe seu comentário sobre: "Na presença de ministro da Saúde, atletas olímpicos começam a ser vacinados"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.