Esportes

Meia do Cuiabá nega agressão e Clayson admite 'desentendimento' com mulher

Da Redação ·

O meia Rafael Gava e o atacante Clayson, ex-Corinthians, se manifestaram na noite desta quinta-feira sobre a acusação de agressão por parte de uma mulher de 22 anos. O caso causou o rompimento do vínculo de Clayson com o Cuiabá, que manteve o contrato de Gava enquanto a investigação não se desenrola.

continua após publicidade

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a mulher diz ter sofrido agressão de Clayson em um motel, na companhia de outros dois homens e mais uma mulher. No relato, ela afirma ainda que o jogador chegou a quebrar uma garrafa e a teria agredido. Na sequência, a mulher teria deixado o motel e rumou para um hotel, onde tentou se matar. Ferida, foi internada na terça-feira, no Hospital Municipal de Cuiabá.

Rafael Gava usou suas redes sociais para se defender das acusações. "Esclareço que sou expressamente contra a toda e qualquer violência e assédio, especialmente contra as mulheres", disse o meio-campista, em nota. Rafael Gava também afirmou que sequer estava no motel e, sim, com sua família no dia do episódio.

continua após publicidade

A assessoria do atacante Clayson explicou que na segunda-feira houve o desentendimento com uma moça, que teria sofrido um ataque psicótico. Ela teria tentado o agredir, inclusive desferiu uma mordida no braço dele, e ao ser afastada, numa ação de defesa, ela acabou se cortando.

O advogado do atleta vai aguardar maiores detalhes, como o exame de corpo de delito, para ver as providências que vai tomar no caso. Clayson evitou comentários.

Em comunicado divulgado mais cedo, a direção do Cuiabá lamentou o episódio e anunciou a dispensa de Clayson. "O Cuiabá lamenta profundamente o ocorrido e já informou Clayson que sua conduta extracampo é inaceitável e que encerrará seu vínculo imediatamente. O atleta, que pertence ao E.C. Bahia, foi excluído ontem mesmo do grupo que enfrenta hoje o Santos, na Vila Belmiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Em relação ao atleta Rafael Gava, o Cuiabá aguardará a conclusão das investigações para decidir qual atitude será tomada."