Esportes

Mazepin testa positivo para covid-19 e fica de fora do último GP da Fórmula 1

Da Redação ·

O russo Nikita Mazepin não vai correr o GP de Abu Dabi, o último da temporada da Fórmula 1, pois testou positivo para covid-19, conforme anunciou a Haas, sua equipe, na manhã deste domingo. O comunicado foi emitido pouco tempo antes do início da prova, marcado para as 10 horas (horário de Brasília).

continua após publicidade

"A FIA, Fórmula 1 e a Haas F1 Team puderam confirmar hoje, após teste PCR no local para o Grande Prêmio de Abu Dhabi, que Nikita Mazepin testou positivo para covid-19. Conforme determinam os protocolos, ele não participará mais do evento", diz o comunicado. "A Haas deseja que Nikita fique bem e possa retornar logo para as pistas na pré-temporada de 2022", completou a equipe.

Após o anúncio, o piloto fez uma publicação no Twitter para lamentar o fato e disse que não está com sintomas fortes da doença. "Olá a todos. Sinto comunicar que tive um teste positivo de Covid. Estou me sentindo totalmente bem mas não poderei correr hoje. Desejo a todos os meus colegas pilotos um fantástico fim de temporada e mando meus agradecimentos a todos pelo apoio", escreveu.

continua após publicidade

Eliminado no Q1 durante os treinos classificatórios de sábado, Mazepin largaria em último lugar neste domingo. Com o russo de fora, a Haas contará apenas com Mick Schumacher como representante na última corrida do ano. O alemão também não foi bem nos treinos e vai largar em último, já que antes da saída do companheiro era o penúltimo.

O brasileiro Pietro Fittipaldi é o reserva de Mazepin, mas não pode substituí-lo na corrida porque a Fórmula 1 exige que o piloto tenha participado pelo menos de uma etapa dos treinos que antecedem a corrida. A disputa vai definir o grande campeão da temporada. Empatado em pontos com Hamilton, Verstappen vai largar em primeiro lugar, seguido pelo rival britânico em segundo.