Esportes

Mauricio Pochettino fala sobre relação com Neymar no PSG: 'É um cara fabuloso'

Da Redação ·

O argentino Mauricio Pochettino pode dizer que é um treinador sortudo. Tem à sua disposição no Paris Saint-Germain alguns dos maiores astros do futebol mundial - casos do compatriota Lionel Messi, do francês Kylian Mbappé e de Neymar. Em uma descrição de algumas de suas estrelas do elenco, em entrevista ao programa Mundo Valdano, do jornalista espanhol Jorge Valdano, o técnico elogiou o brasileiro por ser um jogador que tem uma boa relação com todos.

continua após publicidade

"Ele tem um ótimo relacionamento com todos. Ele tem um ótimo coração. Na intimidade ele é sensível, ele gosta de abraçar as pessoas. Ele tem uma boa essência. Então ele tem aquele impulso competitivo, de rua, selvagem, mas ele é um cara fabuloso", afirmou Pochettino, defendendo o camisa 10 da equipe francesa, que vem passando por um momento conturbado neste início de temporada.

O técnico também elogiou a diretoria pelo trabalho que fez para assinar com Messi, uma coisa que parecia impossível. "É uma figura mundial. Provavelmente o melhor de todos os tempos. Ter o 'Leão' era uma dádiva de vida. Ninguém esperava o seu fim em Barcelona, nem mesmo ele. Criou uma grande expectativa em Paris e no mundo inteiro. Gosto da sua naturalidade e da sensação de que ele tem que retribuir o carinho que recebeu", apontou.

continua após publicidade

Voltado a ser cogitado pelo Real Madrid, Pochettino também falou sobre Mbappé e elogiou a personalidade do atacante. "Sempre vi o clube firme. A ideia era ele continuar conosco e sempre o vi tranquilo. É um grande profissional e respeita a sua situação contratual. O Kylian é inteligente, apesar de jovem e maduro. Como jogador de futebol, ele é extraordinário. Campeão do mundo. Ele é o presente e o futuro", pontuou.

Pochettino admitiu que deve melhorar o desempenho de sua equipe. Entretanto, ressaltou que algumas de suas estrelas não estão no melhor momento de suas carreiras. "Talvez a realidade de Sergio Ramos seja diferente da de 2014 ou a de Messi e Neymar. Esses jogadores são grandes campeões, mas devem se acostumar com a realidade. Todos sabem que foram os melhores, mas devem estar em seus níveis. Se conseguirem se recuperar, iremos brigar por qualquer coisa. Mas a luta está em encontrar a melhor versão de cada um. A orquestra deve estar afinada", disse.

Dentre as estrelas citadas por Pochettino, Sergio Ramos ainda não teve a oportunidade de debutar com a camisa do Paris Saint-Germain. O defensor espanhol, que sofreu com problemas físicos em sua última temporada no Real Madrid, também está passando pelas mesmas dificuldades neste início na França.

Líder absoluto do Campeonato Francês, o Paris Saint-Germain venceu oito jogos seguidos, mas vem de derrota por 2 a 0 para o Rennes, jogando fora de casa, no último final de semana. Na Liga dos Campeões da Europa, empatou na estreia com o Brugge por 1 a 1, na Bélgica, e derrotou o Manchester City por 2 a 0, em Paris, na segunda rodada.