Esportes

Matheus Cunha marca e Atlético de Madrid bate Getafe em jogo de 7 gols e viradas

Da Redação ·

O Atlético de Madrid somou três importantes pontos em um jogo muito movimentado contra o Getafe, neste sábado, o que coloca o time de Diego Simeone no G4 do Campeonato Espanhol. O confronto teve sete gols, um deles marcado pelo brasileiro Matheus Cunha, duas viradas e uma expulsão, terminando com placar de 4 a 3 favorável ao time de Madri. O confronto da 24ª rodada do Campeonato Espanhol aconteceu no estádio Wanda Metropolitano.

continua após publicidade

Apesar da má fase defensiva vivida pelo Atlético de Madrid, que sofreu 11 gols nos últimos quatro jogos, o ataque tem funcionado e o time entra na zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões. São 39 pontos para o Atlético, que ocupa a quarta colocação. Com um jogo e um ponto a menos, o quinto colocado Barcelona pode ultrapassá-lo no complemento da rodada, neste domingo. O time de Xavi faz clássico contra o Espanyol.

Após passar um período isolado na lanterna, o Getafe vinha em campanha de recuperação sob o comando de Quiqué Flores. O time está com 25 pontos e ocupa a 15ª colocação. No momento, são seis pontos de distância para a zona de rebaixamento.

continua após publicidade

Atlético de Madrid e Getafe fizeram um primeiro tempo agitadíssimo no estádio Wanda Metropolitano, que terminou com seis gols, três para cada lado. Podia ter saído até mais, já que Luis Suárez perdeu um pênalti aos 8 minutos, quando o placar ainda estava zerado. O goleiro David Soria defendeu.

O primeiro gol saiu aos 19 minutos, marcado pelo argentino Ángel Correa. Depois de uma disputa aérea, a bola sobrou para ele tocar para o gol. Pouco tempo mais tarde, o Atlético trabalhou bem a bola e conseguiu ampliar, aos 26, com Matheus Cunha. O time de Madri construiu boa jogada pela direita e a bola sobrou na pequena área para o brasileiro apenas tocar para o gol, fazendo 2 a 0.

A reação do Getafe veio ainda no primeiro tempo. Começou com Jankto tentando de fora da área, mas o jogador não pegou em cheio na bola. Oportunista, Borja Mayoral escorou para a direção do gol e recolocou o Getafe no jogo, aos 30 minutos.

continua após publicidade

Os dois gols da virada aconteceram em um intervalo de cinco minutos e ambos de pênalti por toque na mão de jogadores do Atlético. Aos 36, a bola tocou no braço de Matheus Cunha. Cinco minutos depois foi Lemar quem encostou a mão na bola. Enes Unal cobrou as duas no canto direito, Oblak caiu para o lado errado em ambas e o Getafe conseguiu a virada.

Apoiado pela torcida, o time de Diego Simeone não se entregou e conseguiu empatar ainda no primeiro tempo, aos 49 minutos. A bola passou por Luis Suárez e por Matheus Cunha após levantamento na área, mas não por Correa, que cabeceou para empatar novamente a partida.

No início do segundo tempo, outro brasileiro voltou a ser protagonista. O zagueiro Felipe, do Atlético, levantou o pé e acertou as costas de um adversário, o que resultou em expulsão por cartão vermelho direto.

continua após publicidade

Mesmo com um jogador a mais em campo por cerca de meia hora, o Getafe não conseguiu aproveitar a vantagem numérica e o ritmo de jogo caiu bastante em relação à primeira metade do duelo. Depois de fazer algumas substituições, o time da casa voltou a crescer no jogo e conseguiu a virada na raça. Koke cobrou falta na área aos 44 minutos, João Félix desviou para o meio da área e o zagueiro Hermoso esticou a perna ao máximo para garantir a vitória.

O Wanda Metropolitano será palco de mais um jogo do Atlético de Madrid na próxima rodada, contra o Getafe, já na próxima quarta-feira. O Getafe jogará novamente fora de casa no próximo sábado, contra o Cádiz.

Pouco mais cedo neste sábado, o Osasuna venceu o Rayo Vallecano por 3 a 0 fora de casa e chegou a 32 pontos, na nona colocação. O time de Madri é o 11º, com 31 pontos somados.