Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze sobem para 3º lugar na vela; Scheidt cai para 6º

Da Redação ·

Após um dia de descanso na Olimpíada, as velejadoras brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze reagiram na madrugada desta sexta-feira, pelo horário brasileiro (tarde no Japão), e subiram para o 3º lugar geral na classe 49er FX. As atuais campeãs olímpicas se destacaram com uma vitória, um 6º lugar e um 11º nas três regatas disputadas na Baía de Enoshima.

continua após publicidade

O desempenho marca boa reação da dupla, que registrou um 10º, 7º e 6º lugares no último dia de disputas. Assim, começaram esta sexta-feira no quinto lugar geral. Agora somam 47 pontos perdidos (já contando o descarte do pior resultado), numa prova muito equilibrada até agora. A liderança está com as holandesas Annemiek Bekkering e Annette Duetz, com 41.

Martine e Kahena têm mais três regatas pela frente, todas no sábado, para confirmar o lugar na chamada "medal race", que vale pontuação dobrada e vai definir os lugares no pódio. A regata decisiva está marcada para o dia 2 de agosto, segunda-feira.

continua após publicidade

Scheidt, por sua vez, disputou duas regatas nesta sexta-feira, pela classe Laser. O veterano brasileiro ficou em 24º e 16º. O velejador de 48 anos já ocupou o terceiro lugar geral, estava em quarto antes das disputas desta sexta e agora aparece no sexto posto na classificação, com 86 pontos perdidos.

Apesar da queda, ele garantiu a vaga na medal race, a última regata da competição, que vai definir o pódio. A disputa decisiva está marcada para a tarde de domingo, pelo horário local - madrugada do mesmo dia, no Brasil. O australiano Matt Wearn lidera a Laser, com 49 pontos perdidos.

Na classe 470 feminina, as brasileiras Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan perderam uma posição na classificação geral. Caíram do 5º para o 6º lugar, agora com 34 pontos perdidos, já descartando a pior performance da dupla. Nas duas regatas do dia, ficaram em 14º e 4º. Na quinta, havia vencido a terceira prova da categoria.

continua após publicidade

A liderança está com as polonesas Agnieszka Skrzypulec e Jolanta Ogar, com dez pontos perdidos. Fernanda Oliveira disputa sua sexta Olimpíada em Tóquio e tem na bagagem uma medalha de bronze, conquistada em Pequim-2008, ao lado de Isabel Swan. Fernanda e Ana terão mais quatro regatas até a medal race, marcada para o dia 4 de agosto.

Na versão masculina da 470, Henrique Haddad e Bruno Benthlem tiveram um dia mais difícil que as compatriotas. Terminaram as disputas desta sexta no 18º e no 19º e último lugar. Assim, caíram do 9º para o 14º lugar geral, com 56 pontos perdidos. Os australianos Mathew Belcher e Will Ryan estão na primeira posição, com 11. Haddad e Benthlem também têm mais quatro regatas para reagir e tentar vaga na medal race, no dia 4.

Na 49er masculina, Marco Grael e Gabriel Borges estão em situação pior. Após serem desclassificados nas duas regatas de quinta-feira, eles voltaram a perder os resultados de uma das provas do dia. Nas outras duas, ficaram em 8º e 7º. Aparecem agora no 16º lugar geral, entre 19 barcos.

Há mais três regatas a serem disputadas na classe, valendo vaga para a medal race, no dia 2. Com as três desclassificações, a dupla brasileira tem chances remotas de brigar por um lugar no pódio. Eles somam 100 pontos perdidos, enquanto os espanhóis Diego Botin Le Chever e Iago Lopez Marra, em terceiro lugar, têm 35. A liderança pertence aos britânicos Dylan Fletcher e Stuart Bithell, com 34 pontos perdidos.