Esportes

Manchester City massacra Leeds e aumenta vantagem

O meia belga Kevin de Bruyne foi o grande destaque da partida, tanto na armação quanto nas finalizações. Ele marcou dois gols na casa do City

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Manchester City massacra Leeds e aumenta vantagem
fonte: Reprodução

O Manchester City não tomou conhecimento do Leeds United, do badalado técnico Marcelo Bielsa, e aplicou uma sonora goleada de 7 a 0, nesta terça-feira, pela 17ª rodada do Campeonato Inglês. O meia belga Kevin de Bruyne foi o grande destaque da partida, tanto na armação quanto nas finalizações. Ele marcou dois gols na casa do City.

continua após publicidade

O placar elástico poderia ter sido até maior. O time de Pep Guardiola teve um gol anulado no segundo tempo e reduziu o ritmo depois de chegar ao sétimo gol. O resultado confirmou a permanência do City na liderança do Inglês por mais uma rodada. O time chegou aos 41 pontos, sem poder ser alcançado pelo vice-líder Liverpool, com 37, nesta rodada. Na quinta, o segundo colocado vai receber o Newcastle.

O Leeds, por sua vez, segue perto da zona de rebaixamento. A equipe comandada pelo argentino Marcelo Bielsa soma apenas 16 pontos e figura no 16º lugar, duas posições acima da zona da degola.

continua após publicidade

Com Raphinha de um lado e o goleiro Ederson do outro, o jogo foi um duelo franco entre ataque e defesa. Mas com participação discreta dos brasileiros. Afinal, Ederson quase não tocou na bola ao longo dos 90 minutos. E o atacante, que vem se destacando na seleção brasileira, pouco foi acionado no Leeds.

E o principal motivo foi o amplo domínio dos anfitriões. A contagem foi aberta logo aos sete minutos. Rodri investiu pelo meio e parou no goleiro Illan Meslier, que deu rebote para Phil Foden só completar para as redes. Um minuto antes, Bernardo Silva já havia desperdiçado chance incrível, após falha feia da zaga do Leeds.

As duas jogadas em sequência já davam o tom do que seria a partida. Com "fome", o City ampliou aos 12. Após levantamento na área pela direita, Grealish se antecipou à defesa e cabeceou com facilidade. De Bruyne, em uma de suas melhores atuações na temporada, invadiu a área pela esquerda, aos 31, e bateu na saída do goleiro, anotando o terceiro dos anfitriões.

continua após publicidade

O segundo tempo também começou com gol. Aos 4, uma rápida inversão de lado deixou Mahrez em boas condições de finalizar da entrada da área. Ele viu a bola sofrer leve desvio para enganar o goleiro Meslier: 4 a 0. O quinto veio aos 16, em forte chute de De Bruyne, de fora da área, diante da desarrumada defesa visitante.

O sexto e o sétimo gols vieram num intervalo de apenas quatro minutos. Aos 29, Stones mandou para as redes depois de duas tentativas na pequena área. Na primeira, Meslier defendeu, mas acabou cedendo o rebote, devidamente aproveitado pelo lateral do City. E, aos 33, Nathan Ake cabeceou firme para o gol, após cobrança de escanteio na área.

A perspectiva era de placar ainda mais elástico, mas o City passou a desacelerar o jogo a partir dos 35 minutos. Cadenciava o duelo no meio-campo à espera do momento ideal para dar o bote e aumentar a vantagem. Mas o Leeds se segurou como pôde nos minutos finais e evitou uma goleada ainda mais pesada.

Ainda nesta terça, o Aston Villa derrotou o Norwich City por 2 a 0, fora de casa, com gols de Ramsey e Watkins. Os visitantes ocupam o nono lugar da tabela, com 22 pontos. O duelo entre Brentford e Manchester United, inicialmente marcado para esta terça, foi adiado em razão de um surto de covid-19 no United.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News