Luxemburgo diz que Palmeiras tem de crescer para 'coisas mais difíceis' que virão - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Luxemburgo diz que Palmeiras tem de crescer para 'coisas mais difíceis' que virão

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Cinco jogos sem ganhar atuando no estádio Allianz Parque, série frustrante de empates e futebol bem abaixo do esperado. O Palmeiras não engata na temporada e o técnico Vanderlei Luxemburgo alerta que competições importantes estão se afunilando e está na hora de o time voltar a jogar bem.

"A gente está tentando, buscando. Vai daqui, vai dali, mexe, tenta dar consistência. Mas a equipe hoje não tem regularidade", reconheceu o técnico. "Temos uma mescla com jovens que estão chegando e até ajeitar, encaixar, leva tempo".

O tempo, porém, vai virar inimigo em breve. O Palmeiras tem vaga bem encaminhada na Copa Libertadores e logo entra na Copa do Brasil. As fases de mata-matas não aceitarão deslizes e o futebol terá de ser seguro, pois não haverá segunda chance.

Nessa tecla que Luxemburgo bate para tentar "acordar" o grupo. "Temos nos empenhado a buscar o melhor e a equipe tem como render mais. Buscamos reconstruir o caminho do equilíbrio, pois temos coisas difíceis pela frente, busca de vaga na Libertadores, a Copa do Brasil..."

Ciente do desempenho aquém, Luxemburgo aceita as cobranças do torcedor. Ele admite que o rendimento está abaixo do esperado, mas faz um alerta. "As cobranças sobre o rendimento procedem, mas o torcedor tem de entender que esse é o elenco que temos até o fim da temporada, salvo uma ou outra contratação que pode acontecer", afirmou. "Não adianta crucificar A, B ou C, como culpado, matando o jogador", pediu.

Luxemburgo vem sofrendo com os altos e baixos de Rony, por exemplo. E pede que a mesma calma com a qual está lidando com o atacante, seja utilizado pelos palmeirenses com alguns peças do elenco. "Não quero perder o Rony, então vou trabalhar com calma. Então tiro, coloco. Ele foi bem na Bolívia, achei que ia pegar no breu. Mas caiu depois. Tem de pegar confiança".

O comandante lamenta não ter o apoio do torcedor e vê, nas arquibancadas vazias, um motivo a mais para o time não embalar. "O torcedor faz muita falta. Os adversários vêm jogar na nossa casa, se fecham e o jogo fica gelado. Precisamos do calor humano, mas é algo mundial, não é exclusividade do Palmeiras", completou.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Luxemburgo diz que Palmeiras tem de crescer para 'coisas mais difíceis' que virão"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.