Esportes

Luciano revela ter sido "chato com a família" para voltar e ajudar o São Paulo

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

A torcida do São Paulo chamava o time do São Paulo de "sem vergonha" e cobrava "muito respeito com a camisa tricolor", mesmo com a vitória por 3 a 1 sobre o Juventude, no Morumbi, quando Luciano partiu para falar sobre o resultado do alívio no Brasileirão. As vaias deram lugar a festa para o artilheiro da noite. Ovacionado, o atacante revelou que foi bastante "chato" com a mãe e mulher tamanha sua vontade de retornar ao gramado. Fez dois gols, participou do outro e agora pede para a equipe pensar em uma temporada melhor em 2022.

continua após publicidade

Luciano passou por uma cirurgia no punho esquerdo no dia 20 de novembro e muitos acreditavam que ele não voltaria mais na temporada. Sofrendo em casa ao ver o São Paulo correndo riscos de queda, o atacante revelou que fez a mãe e a mulher sofrerem com sua "chatice".

"Muita gente falou que eu não jogaria e eu queria voltar o quanto antes. Quero agradecer aos médicos do São Paulo e a minha família que me ajudou. Sou chato, queria ajudar e fiquei brigando com minha mãe a minha mulher", afirmou Luciano, que explicou como irritava sua família. "Queria tirar o gesso e ir treinar."

continua após publicidade

Faltando duas rodadas, Luciano garantiu a permanência do São Paulo na elite do Brasileirão, mas não escondeu que a campanha foi bastante abaixo do esperado. "Pude voltar em um jogo importante, mas não na situação que eu queria ajudar. Bola para frente, fizemos campeonato ruim e agora é pensar no último jogo", afirmou, admitindo que as vaias eram com razão para a equipe.

"A gente tirou o time de muito tempo sem ganhar um título e veio com boa expectativa no Brasileiro. E não foi o que a gente fez. Vamos descansar, pensar no próximo jogo e na próxima temporada para ser melhor."