Esportes

Londrina quebra jejum e vence a Ponte Preta em Campinas pela Série B

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Depois de perder quatro jogos e não marcar nenhum gol como visitante, o Londrina, finalmente, quebrou este jejum mo Campeonato Brasileiro da Série B. O time paranaense venceu a Ponte Preta, por 2 a 1, neste sábado à tarde, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 12ª rodada.

continua após publicidade

O resultado impulsionou o Londrina para nona posição, com 15 pontos, com a ressalva de ter um jogo a menos do que seus adversários. De outro lado, a Ponte Preta caiu para a 16ª posição, com 12 pontos.

O jogo começou movimentado e intenso. Aos cinco minutos, Danilo Gomes ajeitou quase na linha da grande área e bateu de curva. A bola tirou tinta da trave direita de Matheus Nogueira, já batido no lance. O Londrina devolveu e criou grande chance aos 10 minutos. Após escanteio, a bola sobrou na pequena área para o chute rasteiro de Gabriel Santos, que exigiu um salto do goleiro Caíque França. Ele deu um tapa na bola para fora.

continua após publicidade

Mesmo em casa, os jogadores da Ponte Preta demonstravam muita ansiedade. Lucca recebeu cartão amarelo por reclamação para, em seguida, Thiago Oliveira e Bernardo serem advertidos por faltas. O Londrina se aproveitava dessa situação para explorar os contra-ataques. Em um deles, aos 26 minutos, Bernardo fez falta como último homem em cima de Gabriel Santos. O árbitro aplicou o cartão amarelo, mas depois, chamado pelo VAR, aplicou o vermelho.

Mas o Londrina não soube tirar proveito da vantagem numérica, com a Ponte Preta se reorganizando rapidamente. Aos 43 minutos, o atacante Gabriel Santos deu uma entrada criminosa e, cima do goleiro Caíque França, que fazia a cobertura para a saída de bola na linha de fundo. O árbitro só aplicou o cartão amarelo, decepcionando a todos no estádio.

Inconformado, o técnico Hélio dos Anjos, da Ponte Preta, reclamou bastante e se desentendeu com o banco de reservas do time paranaense, aumentando o clima de tensão e nervosismo. Após quatro minutos de paralisação, o técnico foi expulso junto com Edson Sabiá, treinador de goleiros do Londrina.

continua após publicidade

O confuso árbitro Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS) só expulsou Gabriel Santos depois de chamado pelo VAR. Na verdade, toda a confusão poderia ter sido evitada caso o árbitro tivesse expulsado o atacante desde o início, num lance violento e bastante claro.

O segundo tempo começou com cada time tendo 10 jogadores, portanto, em condições iguais. A Ponte Preta dominou as ações, com mais de 60% de posse de bola. Embora movimentasse bem a bola, virando de um lado para o outro, apresentava muita lentidão. Com isso, facilitava o sistema de marcação do Londrina, que fez a opção por apenas se defender.

Na única chance na frente, o Londrina fez seu gol. Aos 28 minutos, Thiago Oliveira levou drible de corpo e cometeu falta em cima de Mirandinha. O zagueiro já tinha o cartão amarelo, portanto, recebeu o cartão vermelho deixando o time da casa com nove jogadores. Na cobrança da falta, Caprini levantou e Matheus Lucas enfiou a cabeça na pequena área, aproveitando o erro de posicionamento da defesa.

continua após publicidade

Restou apenas à Ponte Preta tentar evitar a derrota indo ao ataque. Mas o fez de maneira desordenada, sem sucesso. Faltou tranquilidade e equilíbrio emocional para o time paulista, que ainda sofreu o segundo gol aos 44 minutos. Fabio Sanches cometeu pênalti em cima de Mirandinha dentro da área. Na cobrança, João Paulo deslocou o goleiro Caíque França. O oportunista Lucca diminuiu aos 46 minutos, após ajeitada de Igor Formiga após lançamento de Fabrício. O atacante Luca agora tem seis gols e lidera sozinho a artilharia da Série B.

No meio de semana, pela 13ª rodada, a Ponte Preta vai enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão, quinta-feira, às 16 horas. No mesmo horário, o Londrina vai receber outro grande clube do futebol brasileiro: o Vasco.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 2 LONDRINA

PONTE PRETA - Caíque França; Bernardo, Thiago Oliveira, Fábio Sanches e Artur (Jean Carlos); Wesley Fraga (Igor Formiga), Léo Naldi, Ramon Carvalho (Fabrício) e Fessin; Danilo Gomes (Echaporã Luiz Fernando) e Lucca. Técnico: Hélio dos Anjos.

continua após publicidade

LONDRINA - Matheus Nogueira; Watson, Gustavo Vilar, Saimon e Eltinho; João Paulo, Luis Mandaca (Matheus Lucas) e Gegê (Mirandinha); Caprini (Alan Ruschel), Gabriel Santos e Douglas Coutinho (Marcinho). Técnico: Adilson Batista.

GOLS - Matheus Lucas, aos 28, João Paulo, pênalti, aos 44, e Lucca, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS).

CARTÕES AMARELOS - Thiago Oliveira, Fessin, Fábio Sanches, Lucca, e João Paulo.

CARTÕES VERMELHOS - Bernardo, Thiago Oliveira, Hélio dos Anjos, Matheus Nogueira, João Paulo e Edson Sabiá.

RENDA - R$ 48.230,00.

PÚBLICO - 2.651 pagantes (2.846 total).

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).