Esportes

Leeds demite técnico Marcelo Bielsa após nova goleada no Campeonato Inglês

Da Redação ·

Goleado por 6 a 0 pelo Liverpool e por 4 a 0 pelo Tottenham na mesma semana, o Leeds United anunciou neste domingo a demissão do técnico Marcelo Bielsa, conhecido pelo apelido carinhoso de "El Loco". Após quase quatro anos no comando do clube inglês, assumido por ele em junho de 2018, o argentino encerra, assim, o trabalho mais longo de sua movimentada carreira.

continua após publicidade

Durante a trajetória, Bielsa conseguiu colocar o nome na história do Leeds, clube com um passado vitorioso, dono de dois títulos do Campeonato Inglês entre o fim da década de 1960 e o início de 1970, além de um na temporada 1991/1992. Nos últimos anos, contudo, o time viveu um momento de decadência e chegou a cair para a terceira divisão.

Em 2020, sob o comando de Bielsa, o Leeds foi campeão da Championship, a segunda divisão inglesa, e conseguiu voltar à Premiere League após 16 anos em divisões inferiores. Na temporada passada, a primeira após o acesso, terminou em nono lugar da liga inglesa, em campanha que começou a dar projeção ao atacante Raphinha, hoje um dos destaques da seleção brasileira.

continua após publicidade

Como o argentino de 66 anos teve um papel importante na reconstrução, o presidente do clube, Andrea Radrizzani, anunciou a demissão em tom de lamento, em comunicado oficial publicado no site do time, na manhã deste domingo.

"Foi a decisão mais difícil que tive que tomar durante meu mandato no Leeds United, levando em conta todo o sucesso que Marcelo teve no clube. Com Marcelo como treinador principal, fizemos três campanhas incríveis e os bons tempos voltaram para Elland Road. Ele mudou a cultura do clube e trouxe uma mentalidade vencedora para todos nós. No entanto, tenho que agir no melhor interesse do clube e acredito que uma mudança é necessária agora para garantir nosso status de Premier League", disse Radrizzani.

Sem vencer há seis jogos, com cinco derrotas e um empate, o Leeds está na 16ª colocação do Campeonato Inglês, com 23 pontos, dois a mais que o 18º colocado Burnley, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. O nome apontado pela imprensa inglesa como favorito para tentar livrar o time da queda é o norte-americano Jesse Marsch, ex-técnico do RB Leipzig.