Koeman rebate críticas de Setién sobre Messi: 'Não tenho problemas em liderá-lo' - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Koeman rebate críticas de Setién sobre Messi: 'Não tenho problemas em liderá-lo'

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O holandês Ronald Koeman, atual treinador do Barcelona, rebateu nesta terça-feira as críticas de seu antecessor no cargo, Quique Setién, sobre o craque argentino Lionel Messi. O técnico espanhol, demitido em agosto após a vexatória eliminação nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa com uma derrota por 8 a 2 para o Bayern de Munique, afirmou em entrevista ao jornal espanhol El País, no dia anterior, que Messi não era um jogador fácil de lidar, revelando ter visto coisas que não esperava.

Na entrevista coletiva para o jogo em casa contra o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, nesta quarta-feira, pela competição continental, Koeman revelou que não partilha da opinião de Setién. "Respeito todas as opiniões. Para mim Leo é o melhor jogador do mundo, muito bom. Vejo todos os dias a sua ambição e o seu caráter vencedor. Não tenho dificuldades em liderá-lo", afirmou.

O holandês explicou que fala com Messi sempre, no decorrer da semana, sem qualquer problema. "Ele é o capitão e falo com ele toda a semana sobre coisas do jogo e do vestiário para ter uma boa relação. Não estou de acordo com Setién, vejo as coisas de maneira diferente", concluiu.

Nesta segunda-feira, a rádio espanhola SER Catalunya revelou detalhes sobre um suposta discussão entre Messi e Setién durante a parte final da temporada passada. "Se não gosta daquilo que digo, a porta é ali", teria dito o ex-técnico do Barcelona ao craque argentino.

Sobre o duelo contra o Dínamo de Kiev, Koeman lembrou o exemplo da vitória do Shakhtar Donetsk frente ao Real Madrid, na Espanha, para alertar para os perigos da partida contra uma equipe que conta com várias baixas devido à covid-19. "No Dínamo há muitos jogadores infectados e isso tem influência na qualidade da equipe, mas o Shakhtar também tinha várias baixas frente ao Real e ganharam. Há que respeitar o adversário", concluiu.

O clube ucraniano anunciou seis casos de jogadores de seu elenco contaminados pelo novo coronavírus nesta segunda-feira, antes da viagem à Espanha. Entre os infectados pela covid-19 figuram Nikolái Shaparenko e Alexandr Karaváev, dois jogadores que foram titulares no empate por 2 a 2 contra o Ferencvaros, da Hungria, na rodada anterior da Liga dos Campeões.

Gueorgui Tsitaishvili, Denís Garmash, Mikkel Duelund e Tudor Baluta são os outros atletas diagnosticados com a doença, de acordo com o comunicado emitido pelo Dínamo de Kiev. Além deles, também testaram positivo Emil Karas, auxiliar do técnico romeno Mircea Lucescu, e outros quatro membros da comissão técnica.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Koeman rebate críticas de Setién sobre Messi: 'Não tenho problemas em liderá-lo'"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.