Esportes

Ketleyn Quadros conquista medalha de bronze no último Grand Slam de judô do ano

Da Redação ·

Porta-bandeira do Brasil e sétima colocada nos Jogos de Tóquio, a judoca Ketleyn Quadros voltou a competir neste sábado, no Grand Slam de Abu Dhabi, o último do Circuito Mundial neste ano, e iniciou o novo ciclo com uma medalha de bronze na categoria até 63kg. A nova conquista veio após uma vitória sobre a tcheca Renata Zachova. O ouro ficou com a britânica Lucy Renshall, enquanto a holandesa Sanne Vermeer ganhou a prata e a eslovena Andreja Leski venceu a outra disputa do bronze.

continua após publicidade

A trajetória de Ketleyn para conseguir a medalha começou com uma vitória por imobilização sobre a alemã Sappho Coban. Na luta seguinte, válida pelas quartas de final, ela foi derrotada pela australiana Katharina Haecker, mas foi bem na repescagem e usou uma chave de braço para superar a israelense Gili Sharir.

Assim, chegou à decisão pelo bronze, em um duelo muito difícil contra Renata Zachova. A luta terminou no golden score após a tcheca receber a terceira punição, o que deu a vitória para Ketleyn. Medalhista de bronze na Olimpíada de Pequim em 2008, a judoca de 34 anos foi a primeira brasileira a conquistar uma medalha individual nos Jogos, mas não voltou a subir em um pódio olímpico, por isso sonha em estar na disputa de Paris, em 2024.

continua após publicidade

Outra representante do Brasil em Abu Dhabi, Eduarda Rosa, de apenas 20 anos, também lutou neste sábado e perdeu para a mongol Enkhchimeg Tserendulan, na categoria até 70kg. Assim, acabou eliminada. Vice-campeã do Brasileiro Júnior, ela participou pela primeira vez de uma etapa de Grand Slam.

A participação brasileira no torneio termina no domingo, quando Beatriz Souza buscará uma medalha na categoria até 78kg. A judoca de 23 anos é a cabeça de chave número 1 da categoria, portanto estreia direto na semifinal.