Justiça grega aponta Maguire culpado de agressão e suborno; jogador pode recorrer - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Justiça grega aponta Maguire culpado de agressão e suborno; jogador pode recorrer

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

As autoridades gregas consideraram, nesta terça-feira, o zagueiro Harry Maguire, capitão do Manchester United, culpado de agressão e tentativa de suborno após se envolver em uma briga na ilha de Mykonos. O atleta, que foi representado por seus advogados, vai recorrer da sentença. O clube inglês divulgou uma nota, na qual o jogador continua a afirmar "veementemente sua inocência".

O defensor inglês de 27 anos e dois outros réus teriam de estar nesta terça-feira a um tribunal na ilha de Mykonos, mas não eram obrigados a comparecer ao julgamento e poderiam voltar para as suas casas, de acordo com a promotoria.

Ainda nesta terça-feira, o técnico Gareth Southgate, da seleção da Inglaterra, convocou Maguire para os primeiros jogos do time nacional na Liga das Nações da Uefa em setembro.

Maguire e outros 23 jogadores foram chamados para as partidas fora de casa contra a Islândia, em Reykjavik, em 5 de setembro, e contra a Dinamarca, em Copenhague, três dias depois.

A Inglaterra não entra em campo desde novembro do ano passado, quando goleou Montenegro (7 a 0) e Kosovo (4 a 0) pelas rodadas finais das Eliminatórias da Eurocopa de 2020, competição que foi adiada para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Justiça grega aponta Maguire culpado de agressão e suborno; jogador pode recorrer"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.