Esportes

José Aldo se diz apto para conquistar cinturão do UFC: 'Só penso em ser campeão'

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Um dos maiores nomes da história do MMA, José Aldo não pensa em parar tão cedo. Tampouco tem metas pequenas. Sua carreira, é bem verdade, passa por altos e baixos. Mas nada tira da cabeça do carioca de 35 anos seu objetivo: ser novamente campeão do UFC. E essa nova jornada começa neste sábado, diante de Rob Font, no UFC Vegas 44.

continua após publicidade

Aldo (5º no ranking) e Font (4º no ranking) se encaram pela luta principal da noite. Os dois bateram o peso nesta sexta-feira para a categoria peso-galo. O brasileiro anotou 61,7 kgs, enquanto o norte-americano pesou para 60,7 kgs. O evento em Las Vegas começa a partir das 21 horas (horário de Brasília).

Aldo, que já tem seu nome marcado na história do UFC e do MMA mundial hoje ainda tenta reviver seus dias de glória. Ele perdeu três desafios seguidos (para Alexander Volkanovski em maio de 2019, para Marlon Moraes em dezembro de 2019 e Petr Yan em julho de 2020). Porém, assim como um verdadeiro campeão, ele se reergueu. Suas últimas lutas foram triunfos sobre Marlon Vera em dezembro de 2020 e Pedro Munhoz em agosto deste ano. O carioca quer mais. Já teve o cinturão em suas mãos e não vê a hora de conquistá-lo de novo. Rob Font é o primeiro passo dessa jornada.

continua após publicidade

"Hoje em dia eu só penso em ser campeão nesta categoria", disse José Aldo em entrevista ao Estadão. "Aceitei a proposta pensando nisso, em ser campeão. Nada mudou, desde o início. Hoje em dia, eu estou dando cada vez mais, porque eu quero ser campeão. É nisso que eu penso."

Aldo tem 35 anos, mas não pensa nos números. Pelo contrário. Ele sabe que o que importa é a dedicação ao esporte. Prova disso é o brasileiro Glover Teixeira, de 42 anos, que recentemente faturou o cinturão dos meio-pesado no UFC 267 em outubro.

"Tem a idade e tudo, mas pelo fato de eu ainda ser um cara novo ainda consigo lutar em alto rendimento", explicou Aldo. "É nisso que eu penso, de manhã até a noite. É conquistar o peso-galo, ser campeão de novo, conquistar o cinturão. Após isso eu penso no que eu posso fazer na minha carreira. Mas hoje o pensamento do José Aldo é só de conquistar o título."

continua após publicidade

O carioca reconhece que já esteve no seu auge, mas que também já esteve para baixo. Hoje, o momento é de retomada rumo ao topo novamente. Para isso, é fundamental se preparar da melhor maneira possível.

"Me preparei muito bem. Só tenho a agradecer a todo mundo que fez parte disso. Os treinadores, os sparring, todo mundo... Estou me sentindo muito bem, isso que é o importante", contou o lutador. "Me preparei muito bem e é só chegar lá e desenvolver tudo o que nós treinamos durante esse mês na luta que eu sei que a vitória é nossa."

José Aldo construiu no MMA uma base sólida para seus desafios. Ele conta que sua equipe é fundamental para a carreira de sucesso que tem nas lutas. Contra Rob Font, um adversário que gosta do combate em pé, não foi diferente. Desde uma disputa de cinturão até um evento menor, a mentalidade é a mesma.

continua após publicidade

"A gente sempre procura estudar bastante nossos adversários para chegar lá dentro e não ter nenhuma surpresa", revelou. "Assim como em outras vezes, a gente fez um estudo bem minucioso do Rob Font. Graças a Deus eu tenho alguém que consegue fazer um trabalho de mídia e vídeos que detalha bem esse lado que a gente precisa. E em cima disso a gente vai para a academia e encontra os trabalhos até chegar no ponto certo. Como eu te falei, eu respeito, ele tem as qualidades dele, ele tem um jogo em pé que ele procurou fazer. Mas é isso. Eu confio no meu treinamento, confio na minha equipe que faz todo esse trabalho e eu tenho que chegar lá dentro e executar."

Aldo fez a lição de casa. Analisou seu próximo adversário e já tem a estratégia traçada. "Pelo fato de os dois lutadores terem esse estilo, de procurar a luta em pé... é o que eu venho falando. Hoje em dia eu sou um lutador de MMA. Eu chego lá dentro, vejo as possibilidades que tem e eu treino para isso tudo. Tanto para lutar em pé, como se também tiver a oportunidade de colocar a luta no chão. É importante isso. No decorrer da luta a gente vai vendo, vai sentindo o que tem de fazer para vencer a luta", disse, se sentindo bem determinado.

continua após publicidade

"A gente sempre espera fazer o melhor lá dentro. Pode ter certeza que todo mundo pode esperar o melhor do José Aldo. Um cara agressivo, um cara que quer vencer a luta o quanto antes", finalizou.

CONFIRA O CARD COMPLETO DO UFC VEGAS 44

Card principal

continua após publicidade

Peso-galo: Rob Font x José Aldo

Peso-leve: Brad Riddell x Rafael Fiziev

Peso meio-pesado: Jimmy Crute x Jamahal Hill

continua após publicidade

Peso-leve: Clay Guida x Léo Santos

Peso-médio: Brandon Allen x Chris Curtis

continua após publicidade

Peso meio-médio: Alex Morono x Mickey Gall

Card preliminar

Peso-médio: Maki Pitolo x Dusko Todorovic

Peso-mosca: Manel Kape x Zhalgas Zhumagulov

Peso meio-médio: Bryan Barberena x Darian Weeks

Peso meio-médio: Jake Matthews x Jeremiah Wells

Peso-palha: Cheyanne Vlismas x Mallory Martin

Peso meio-pesado: Alonzo Menifield x William Knight

Peso-leve: Claudio Puelles x Chris Gruetzemacher

Peso-galo: Louis Smolka x Vince Morales