Mais lidas

    Esportes

    Esportes

    Japão proíbe presença de torcedores do exterior nos Jogos Olímpicos de Tóquio

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 20.03.2021, 09:10:00 Editado em 20.03.2021, 12:01:06
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Por causa da pandemia de coronavírus, torcedores de outros países não poderão assistir presencialmente à Olimpíada de Tóquio, que acontece entre julho e agosto de 2021. A informação foi confirmada neste sábado pela presidente do Comitê Organizador dos Jogos, Seiko Hashimoto. Somente japoneses e estrangeiros residentes no país poderão comprar ingressos para acompanhar as competições nas arenas.

    A decisão foi anunciada após reunião entre o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, o presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), o brasileiro Andrew Parsons, a presidente do Comitê Organizador, Seiko Hashimoto, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e a Ministra Olímpica, Tamayo Marukawa.

    "No momento a situação da Covid no Japão e em muitos outros países é muito desafiadora. Há restrições globais. As partes do lado japonês não poderiam garantir a entrada de torcedores do exterior sem afetar a segurança dos Jogos para os participantes e para o povo japonês", explicou Hashimoto

    "O COI e o IPC mostraram respeito e aceitaram esta conclusão. Estes Jogos serão completamente diferentes dos outros, mas a essência será a mesma, com os atletas dando o melhor e inspirando o mundo", acrescentou.

    O assunto vinha sendo amplamente debatido nas últimas semanas, com declarações que já sugeriam que a proibição de entrada de visitantes do exterior seria a única opção para realizar uma Olimpíada segura, apesar da pandemia.

    O surgimento de novas variantes do coronavírus no exterior, entre elas a brasileira, além da melhora tímida dos índices de contaminação no Japão que fez o país prorrogar o estado de emergência e a falta de apoio da população foram determinantes para que os organizadores decidissem por vetar a presença de torcedores estrangeiros no evento.

    O COI levantou exceções para certos convidados estrangeiros, mas as regras provavelmente serão rígidas. Hashimoto admitiu que será "difícil" até para as famílias dos atletas comparecerem a Tóquio.

    Ainda precisa ser definido o caso dos voluntários. Entre 80 mil inscritos, estima-se que haja 8 mil voluntários de outros países. A tendência é de que a maioria seja barrada, mas é possível que haja exceções para aqueles com conhecimento específico em idiomas de minorias, por exemplo. Jornalistas estrangeiros credenciados estarão autorizados a cobrir os Jogos desde que cumpram os protocolos de segurança.

    Os organizadores também terão que decidir quantos espectadores locais poderão assistir às provas. Foi sugerido inicialmente que a definição ocorreria em abril, mas o presidente do COI, Thomas Bach, afirmou que a decisão possivelmente será adiada para uma data próxima ao dia de abertura, 23 de julho.

    Mais de 4,5 milhões de ingressos foram vendidos para os residentes no Japão, além de cerca de 600 mil entradas para os Jogos Olímpicos comercializadas para torcedores estrangeiros e 30 mil referente aos Paralímpicos. Os ingressos serão reembolsados, mas ainda não há detalhes sobre esse processo.

    Como parte de suas medidas para conter o avanço da pandemia, o Japão mantém suas fronteiras fechadas para a chegada de visitantes estrangeiros desde o final de dezembro passado e só permite o acesso ao país de cidadãos japoneses ou residentes estrangeiros.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Esportes

    Deixe seu comentário sobre: "Japão proíbe presença de torcedores do exterior nos Jogos Olímpicos de Tóquio"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.