Esportes

Jairzinho se retrata e pede desculpas por comentário machista contra árbitra

Da Redação ·

Ídolo do Botafogo e campeão mundial com a seleção brasileira em 1970, o ex-atacante Jairzinho foi duramente criticado por mandar a árbitra auxiliar do clássico com o Vasco "lavar roupa" diante a transmissão do jogo da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, ele usou suas redes sociais para se desculpar da atitude machista.

continua após publicidade

Comentarista na Botafogo TV, Jairzinho perdeu a compostura após uma marcação de impedimento de Neuza Inês Back, durante o 0 a 0 da Copa do Brasil, em São Januário, que garantiu vaga aos botafoguenses.

O relógio marcava 33 minutos quando a auxiliar ergueu a bandeira para marcar impedimento e irritou o comentarista. Dizendo que estava "dando dor de cabeça" a arbitragem, protestou de maneira machista.

continua após publicidade

"Vai lavar roupa, pô. Pelo amor de Deus. Essa Federação Carioca de Futebol, pelo amor de Deus. Pô, bota para lavar roupa, pô", afirmou.

Em suas redes sociais nesta quinta-feira, com o "desculpa" em letras garrafais, Jairzinho mostrou arrependimento. "Venho a público me desculpar com a árbitra Neuza Ines Back pelo comentário que fiz ontem na transmissão do jogo entre Vasco x Botafogo, na Botafogo TV. Foi um erro e que não irá se repetir", postou.

E tentou justificar o motivo de tamanho machismo. "Falei tomado pelo calor do momento, o que não justifica tal ato. Arrependido, me retrato e reforço o respeito pelas mulheres."