Esportes

Isaquias Queiroz revela que pode se aposentar em 2024

Olimpíada de Paris-2024 pode ser a última na carreira

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Isaquias Queiroz revela que pode se aposentar em 2024
fonte: Miriam Jeske/CPB

O canoísta Isaquias Quieroz, medalhista de ouro em Tóquio-2020, revelou que a Olimpíada de Paris-2024 pode ser a última na carreira. O atleta disse que quer aproveitar mais a família e o tempo livre, e não sabe se no próximo ciclo olímpico vai aposentar os remos de vez ou, então, fazer uma pausa para descanso.

continua após publicidade

"Minha vontade, hoje, não vou mentir, é de aproveitar a vida, mas ainda acredito que dá para ganhar mais medalhas", disse o canoísta de 28 anos e dono de quatro medalhas olímpicas. "Meu objetivo é ir até Paris. Depois de Paris, aí sim, com fé em Deus, pretendo dar uma parada na carreira ou parar de vez", declarou em entrevista à Globo.

Nos jogos da França, Isaquias estará com 30 anos, idade que ele mesmo considera avançada para o esporte que pratica. Além de querer mais tempo livre, outra razão que faz o atleta considerar a sua continuidade na carreira esportiva é a própria capacidade de competir em alto nível.

continua após publicidade

"Eu penso em parar depois de Paris por causa também da idade, mas falam que eu sou novo. Meu esporte começa novo e termina novo também", disse o atleta que vê de forma ainda mais remota as chances de competir nos jogos de Los Angeles, em 2028: "Já não sei, acho que já não chego", confessou.

Forte fisicamente, Isaquias se enxerga competindo no Brasil até os 38 anos, mas teme cair na água e ver os adversários o deixando para trás. A condição para continuar na canoagem é , segundo ele, seguir por cima e competir com chances de vitórias. "Eu tenho nível para ficar remando no Brasil até os 38 anos. Mas será que vou estar ganhando medalha? Não quero manchar minha carreira, quero ser vitorioso. Por isso eu treino todo dia", disse.

Uma carreira de vitórias, inegavelmente, Isaquias já tem. Além da medalha de ouro conquistada em Tóquio no ano passado, o canoísta foi o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas olímpicas para o País em uma mesma edição dos jogos. Em 2016, na Olímpiada do Rio de Janeiro, o atleta baiano foi prata nas provas de canoagem C-1 1000m e C-2 1000m, e bronze na disputa C-1 200m.

Além das medalhas olímpicas, Isaquias Queiroz já foi seis vezes campeão mundial e eleito quatro vezes o melhor atleta do ano pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Tags relacionadas: #Isaquias queiroz #Olimpíadas