Esportes

Halep vence jogo marcado por choro de adversária e vai às semifinais de Wimbledon

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Em busca do bicampeonato de Wimbledon, a romena Simona Halep se colocou nas semifinais do Grand Slam britânico ao bater a americana Amanda Anisimova por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, nesta quarta-feira. Dominante no duelo válido pelas quartas de final, a ex-número 1 do mundo, atualmente 18ª do ranking da WTA, viu a adversária se derramar em lágrimas antes do fim da partida, quando perdia o segundo set por 5 a 2.

continua após publicidade

Cabeça de chave número 16, Halep ampliou sua invencibilidade no torneio inglês para 12 jogos. Campeã em 2019, ela ficou dois anos sem jogar em Wimbledon. Isso porque, após o cancelamento do campeonato em 2020 por causa da pandemia de covid-19, foi impedida de disputar a edição do ano passado, na qual defenderia o título, pois sofreu uma lesão na panturrilha.

"Sim. Eu, definitivamente, estou jogando o melhor tênis (desde 2019)", disse Halep, que não perdeu um set sequer nas cinco partidas disputadas até agora. "Lutei muito no ano passado e agora estou apenas tentando recuperar minha confiança. O tênis está aqui, então posso acreditar. Comecei a fazer isso e me sinto bem. Estou muito emocionado agora porque significa muito estar de volta às semifinais", completou.

continua após publicidade

O caminho da busca pelo segundo título continua nesta quinta-feira, quando a romena joga as semifinais contra Elena Rybakina, do Casaquistão, que passou das quartas de final ao superar a australiana Ajla Tomljanovic com parciais de 4/6, 6/2 e 6/3. A outra semi será entre a tunisiana Ons Jabeur, número 2 do mundo, e a alemã Tatjana Malek.

No jogo desta quarta, contra Anisimova, Halep fez um primeiro set muito superior ao da adversária, tanto que venceu cinco games seguidos para abrir 5 a 1 antes de fechar tranquilamente a parcial em 6/2. No segundo set, voltou a dominar e construiu mais uma boa vantagem.

No momento em que o placar marcava 5 a 2, a americana chorou sentada na cadeira durante o intervalo, cobrindo o rosto com uma toalha. Na volta para o jogo, já sem lágrimas, viveu um de seus melhores momentos no duelo e conseguiu vencer dois games, permitindo-se sonhar com o empate, mas não completou a missão.