Esportes

Guillermo Barros Schelloto assume a seleção do Paraguai com o irmão como auxiliar

Da Redação ·

Os irmãos gêmeos argentinos Guillermo e Gustavo Barros Schelloto fizeram enorme sucesso no Boca Juniors como jogador e agora terão a missão de dirigir a seleção do Paraguai na árdua tarefa de classificá-la para a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Eles foram anunciados nesta quinta-feira como técnico e auxiliar e iniciam o trabalho imediatamente.

continua após publicidade

"A Associação Paraguaia de Futebol comunica a contratação da equipe técnica que estará no comando da seleção paraguaia principal. Ela será chefiada pelo professor Guillermo Barros Schelloto e auxiliada pelo professor Gustavo Barros Schelloto", informou a APF. "Esses profissionais começarão suas tarefas à frente da Albirroja (branca e vermelha) de maneira imediata, apontando para os próximos compromissos pelas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022 do Catar."

O contrato firmado com os irmãos argentinos tem validade até o fim da Copa América de 2024. Eles substituem o também argentino Eduardo Berizzo, demitido há uma semana após vexatória goleada de 4 a 0 para a Bolívia. Desde 2014 eles já figuravam nos palnos da seleção paraguaia. Desta vez, a APF chegou a sondar o brasileiro Luiz Felipe Scolari, recém-saído do Grêmio, que não teria se interessado com o projeto.

continua após publicidade

O Paraguai é somente o oitavo colocado das Eliminatórias Sul-Americanas, com 12 pontos. Restam seis rodadas e a missão é alcançar ao menos a quinta posição, que garantiria um confronto e tira na repescagem. Atualmente, o Uruguai ocupa a posição, com 16 pontos.

Em novembro haverá nova rodada das Eliminatórias e o Paraguai terá dois concorrentes diretos pelo caminho. Receberá o Chile (13 pontos), no dia 11, e visitará a Colômbia (16), no dia 16. Desde 2010 que o Paraguai não se garante em uma Copa e a missão dos irmãos Schelloto é acabar com esse jejum.