Esportes

Guarani faz 3 a 0 no dérbi campineiro e afunda a rival Ponte Preta

Da Redação ·

O Dérbi 202 é alviverde. Neste sábado à noite, com autoridade durante toda a partida, o Guarani bateu a Ponte Preta por 3 a 0, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. A vitória bugrina diante da torcida, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, dá tranquilidade a equipe e afunda de vez o rival campineiro.

continua após publicidade

A derrota - a terceira seguida no Estadual - deverá resultar na saída do técnico Gilson Kleina. A Ponte segue com sete pontos, próxima da zona do rebaixamento. Com o triunfo, o Guarani sobe para os dez pontos, número que, além de afastar o time da zona de queda, o coloca na briga pela classificação às quartas-de-final do Estadual. O time ocupa a segunda posição do Grupo A.

A próxima rodada do Paulistão será disputada no próximo fim de semana. O Guarani jogará novamente no sábado, às 20h30, em casa, desta vez contra o Santo André. A Ponte joga às 18h30, contra o Mirassol, fora de casa. O time alvinegro, contudo, estreia na Copa do Brasil já nesta terça-feira. Enfrentará o Cascavel, no Paraná, às 21h30.

continua após publicidade

O gol logo aos cinco minutos - Lucão do Break aproveitou escorregão ponte-pretano na saída de jogo e bateu da intermediária, no canto - fez o Guarani deixar a posse de bola com a rival na maior parte do primeiro tempo. Mas, armada para se defender, com três volantes, a Ponte Preta apenas tocava a bola de lado, sem qualquer objetividade.

Com a apatia adversária, o Guarani controlou a temperatura da partida. E, sempre que forçou o ataque, sobretudo pelo seu lado direito, levou vantagem sobre a Ponte. O segundo gol saiu em pênalti convertido por Giovanni Augusto, após Andre Luiz cortar com o braço chute de Matheus Pereira.

Sem força ofensiva, a Ponte só foi ter uma chance quando os defensores bugrinos trombaram e Fessin escapou em velocidade, batendo com perigo, para fora.

continua após publicidade

O panorama da partida pouco foi alterado na segunda etapa, mesmo com a entrada do atacante Ribamar no lugar do volante André Luiz na Ponte Preta na volta do intervalo.

Com seguidas paradas em lances de falta ou de saída de bola, o ritmo do duelo favoreceu os donos da casa. Assim como na etapa inicial, quando apertou, o Guarani balançou as redes. E foi novamente em uma cobrança de pênalti, desta vez convertida por Diogo Mateus

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

GUARANI 3 X 0 PONTE PRETA

GUARANI - Maurício Kozlinski; Diogo Mateus, Ronaldo Alves, Derlan e Matheus Pereira; Bruno Silva, Índio (Vitinho), Rodrigo Andrade (Yago) e Giovanni Augusto (Eduardo Person); Júlio César (Ronald) e Lucão do Break (Maxwell). Técnico: Daniel Paulista.

continua após publicidade

PONTE PRETA- Ygor Vinhas; Kevin, Thiago Lopes, Léo Santos e Jean Carlos (Norberto); André Luiz (Ribamar), Léo Naldi, Matheus Jesus (Matheus Anjos) e Fessin; Pedro Júnior (Pedrinho) e Lucca. Técnico: Gilson Kleina.

GOLS - Lucão do Break, aos cinco, Giovanni Augusto, aos 28 minutos do primeiro tempo. Diogo Mateus, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araújo

CARTÕES AMARELOS - André Luiz, Gilson Kleina, Lucca e Pedrinho (Ponte Preta); Eduardo Person e Matheus Pereira (Guarani)

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.