Esportes

Grupo com LaLiga formaliza proposta de liga brasileira a clubes das Séries A e B

Da Redação ·

A LaLiga, que organiza o Campeonato Espanhol, formalizou uma proposta de liga em uma reunião com dirigentes dos clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. O projeto apresentado foi exposto na reunião desta terça-feira e contou com detalhes da estruturação de uma liga no país, direitos de transmissão e questões de governança e gestão. Além da presença do presidente da LaLiga, Javier Tebas, representantes da XP e da consultoria Alvarez & Marsal estiveram no encontro.

continua após publicidade

"Na LaLiga, temos o objetivo de ajudar o desenvolvimento do futebol e sua indústria. Com a proposta que estamos fazendo em conjunto com a XP e a Alvarez & Marsal, queremos oferecer, no Brasil, todo o conhecimento que adquirimos ao longo dos anos para propor um modelo de negócio que seja financeira e administrativamente adequado para apostar no crescimento do futebol no Brasil. Hoje, apresentamos aos clubes brasileiros uma proposta que inclui as melhores práticas da LaLiga e a forma como conseguimos ser uma das competições desportivas mais eficazes em termos de desenvolvimento de negócios e de estabilidade financeira", avalia Javier Tebas, presidente da LaLiga.

Na proposta, a XP ficará responsável por trazer um investidor para a liga. Pedro Mesquita, head do investment banking da empresa do ramo financeiro, defendeu a proposta do grupo. "Temos à mão a melhor proposta de criação de uma liga no Brasil, com as condições ideais para encontrar o investidor mais competitivo. O diálogo e o entendimento entre clubes, XP e Alvarez & Marsal resultará em uma transformação profunda do futebol nacional".

continua após publicidade

A CBF já sinalizou que não vai se opor à criação da liga. Com ela, os clubes brasileiros assumem a negociação dos direitos de TV dos jogos do Campeonato Brasileiro, se aproximam dos patrocinadores e decidem por eles mesmo a divisão do bolo do dinheiro que entra dessas transações, muito parecido como era o antigo Clube dos 13. Na Espanha, por exemplo, a LaLiga, e não a Real Federação Espanhola de Futebol, cuida do futebol dos clubes. Esse novo formato valeria somente a partir de 2025 porque os contratos até 2024 já estão assinados.

Vários presidentes de clubes brasileiros se manifestaram favoráveis à criação de uma liga para organizar o futebol brasileiro. No momento, outros dois grupos já manifestaram interesse na gestão da liga. "Para reconstruir o futebol brasileiro, acho que tem de ter uma maturidade, um entendimento, e principalmente a liga dos clubes. Esse é o foco central dos clubes", disse o presidente do São Paulo, Júlio Casares, no início do mês, na Assembleia Geral Extraordinária da CBF.