Esportes

Grêmio empata com a Chapecoense e atinge a maior sequência invicta da Série B

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Apesar do gosto amargo do empate em um duelo com poucas chances para ambos os lados, o Grêmio completou 15 jogos de invencibilidade e atingiu a maior sequência sem derrotas nesta temporada da Série B do Campeonato Brasileiro, superando a marca do Vasco que era de 14 partidas e se mantendo na vice-liderança. Na Arena Condá, o time gaúcho não saiu do zero com os catarinenses.

continua após publicidade

O recorde histórico pertence à Portuguesa, com 21 jogos sem derrotas em 2011, superando a campanha do Corinthians, em 2008, com 20 jogos sem perder. A última derrota tricolor foi para o líder Cruzeiro, por 1 a 0, no dia 8 de maio, no Mineirão, em Belo Horizonte. Na sétima rodada empatou com o ituano, por 1 a 1, e de lá para cá, foram seis vitórias e nove empates. Por isso, está na segunda colocação, com 37 pontos, podendo ser superado nesta rodada pelo Vasco, em terceiro, com 35, e que vai receber o CRB, quinta-feira, em São Januário. A Chapecoense vive um momento completamente diferente na tabela. Sem vencer há três jogos, aparece na 14ª colocação, com 23 pontos, preocupada em se distanciar da zona de rebaixamento.

O primeiro tempo do duelo foi de pouca criatividade ofensiva e raríssimas chances criadas. O Grêmio levou perigo apenas aos 21 minutos, quando Campaz pegou a sobra de um escanteio e bateu firme, mas Saulo fez a defesa em dois tempos. Depois disso, a situação se complicou para os gaúchos. Primeiro com a saída do atacante Ferreira, que sentiu uma lesão, e depois com a expulsão de Bitello.

continua após publicidade

Em uma jogada no meio-campo, o volante acabou erguendo demais a perna e acertou o rosto de Perroti. Acompanhando o lance de perto, o árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Júnior expulsou Bitello com um cartão vermelho direto. Mesmo com a superioridade numérica, a Chapecoense não conseguiu criar nenhuma boa chance de gol.

Na volta do intervalo, a qualidade do duelo melhorou bastante e Diego Souza quase abriu o placar no primeiro lance. O artilheiro do Grêmio recebeu na área, driblou o marcador e deu uma cavadinha por cima do goleiro Saulo, que estava um pouco adiantado, mas a bola saiu por cima do gol. A resposta da Chapecoense veio minutos depois, com Perotti, em um chute de fora da área, que saiu pela linha de fundo.

Os donos da casa foram se soltando aos poucos e levaram perigo mais uma vez aos 23 minutos, em um chute de longe e Maílton. Depois disso, o jogo voltou a ficar truncado no meio-campo. Nos minutos finais, a Chapecoense criou duas ótimas chances com Matheus Bianqui e Perotti, mas as finalizações pararam em boas defesas de Gabriel Grando.

continua após publicidade

Agora, os times voltam em momentos distintos para a disputa da 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No próximo domingo a Chapecoense visita o Vasco, no estádio de São Januário, no Rio, às 16h. De outro lado, o Grêmio só volta a campo no próximo dia 5 de agosto, quando enfrenta o Guarani no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, às 21h30.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 0 GRÊMIO

continua após publicidade

CHAPECOENSE - Saulo; Ronei, Léo, Victor Ramos e Fernando (Kevin); Maílton (Claudinho), Matheus Bianqui, Luizinho (Alisson) e Felipe Ferreira (Lima); Chrystian (Jonathan) e Perroti. Técnico: Marcelo Cabo.

GRÊMIO - Gabriel Grando; Rodrigo Ferreira, Pedro Geromel, Bruno Alves e Nicolas; Villasanti (Thiago Santos), Bitello e Campaz (Lucas Leiva); Gabriel Teixeira (Janderson), Diego Souza (Elias) e Ferreira (Guilherme). Técnico: Roger Machado.

continua após publicidade

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Júnior (PR).

CARTÕES AMARELOS - Lucas Leiva, Nicolas e Roger Machado (Grêmio).

CARTÃO VERMELHO - Bitello (Grêmio).

RENDA - R$ 1.003.460,00.

PÚBLICO - 11.302 presentes.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).