Esportes

Grêmio derruba líder Ypiranga em casa, mas não evita clássico com Inter na semi

Da Redação ·

Longe de convencer a torcida na temporada, o Grêmio fez a lição de casa neste sábado e derrubou o líder Ypiranga, por 2 a 0, em sua Arena, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Gaúcho. O triunfo, embora comemorado, também gera preocupação à torcida porque garantiu mais um clássico com o Internacional, desta vez na semifinal.

continua após publicidade

O primeiro Gre-Nal da temporada, disputado na quarta-feira passada, não foi dos melhores para o Grêmio. A fraca atuação culminou na derrota por 1 a 0, fora de casa. Agora os dois rivais vão se enfrentar na semifinal, em dois jogos. O segundo será disputado na Arena do Grêmio.

O Grêmio precisava de mais um gol neste sábado para evitar o confronto com o arquirrival. Uma vitória por 3 a 0 deixaria o time da capital na liderança da tabela, com os mesmos 21 pontos do Ypiranga, mas com vantagem no saldo de gols. O time de Erechim enfrentará agora o Brasil de Pelotas, quarto colocado.

continua após publicidade

A rodada também definiu o último rebaixado, o União Frederiquense, derrotado pelo Caxias por 3 a 0. O time ficou no 11º e penúltimo lugar da tabela. O lanterna Guarany de Bagé já estava garantido na segunda divisão.

Neste sábado, Grêmio e Ypiranga entraram em campo já classificados, mas preocupados com suas posições na tabela, de olho nos possíveis confrontos de semifinais. O Ypiranga vinha embalado, com a melhor campanha do campeonato e também o melhor ataque.

Ainda sob o impacto da derrota para o Inter, no clássico do meio de semana, o técnico Roger Machado promoveu mudanças no time tricolor e escalou Rodrigues, Bitello e Gabriel Silva entre os titulares. O Grêmio começou jogando com Brenno; Rodrigues, Geromel, Bruno Alves, Diogo Barbosa; Bitello, Villasanti, Campaz; Gabriel Silva, Elias e Janderson.

continua após publicidade

Com esta formação, o Grêmio esteve longe de empolgar, mas mostrou maior poder de fogo. Mesmo sem apresentar a mesma organização do rival, o time da casa foi melhor na etapa inicial, sob a liderança de Campaz. O colombiano começou a brilhar aos 25 minutos, quando marcou um gol olímpico. No lance, finalizou na primeira trave e o goleiro Edson não conseguiu impedir o belo gol.

Confiante, o atacante quase anotou o segundo quatro minutos depois ao acertar forte chute, da entrada da área, no travessão. Foram ainda mais duas boas chances de gol ao Grêmio num primeiro tempo em que o time da casa jogou mais na base da raça do que da técnica e disciplina tática.

Acuado, o Ypiranga era mais cauteloso e buscava menos o ataque. Na prática, o goleiro Brenno tinha poucos motivos para se preocupar. A situação ficou mais complicada para os visitantes no segundo tempo. Aos 18, o Grêmio chegou ao segundo gol em jogada de Diogo Barbosa e Campaz. O volante Bitello foi quem mandou para as redes.

Aos 32, o Ypiranga praticamente enterrou as chances de reação. Jefferson levou o cartão vermelho após conversa com o árbitro Erico Andrade de Carvalho. Apesar das vantagens no placar e no número de jogadores em campo, o Grêmio seguiu no ataque, em busca do terceiro gol. Precisava de mais um para desbancar o Ypiranga e assumir a liderança para evitar um Gre-Nal na semifinal. Mas o terceiro gol não veio e o clássico foi confirmado.