Esportes

Goleada derruba Fábio Carille do comando do Athletico, após 21 dias de trabalho

Da Redação ·

Durou apenas 21 dias o trabalho de Fábio Carille no comando do Athletico-PR. A goleada, por 5 a 0, sofrida diante do The Strongest, da Bolívia, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo B da Copa Libertadores, lhe custou o cargo O próprio treinador informou a demissão em suas redes sociais. O clube do Paraná ainda não se manifestou sobre o caso.

continua após publicidade

"Na última terça, após uma derrota dolorida para todos nós na Libertadores, que não poderia de forma alguma ter acontecido, fui surpreendido com a minha demissão do comando técnico do Athletico. Cheguei ao clube no dia 13 de abril e fiz questão de começar a trabalhar imediatamente, pois sabia que seria pouco tempo de treino para muitos jogos importantes. Infelizmente, 21 dias depois, o nosso projeto se encerrou", escreveu Carille.

"Vim ao clube empolgado para trabalhar, organizar essa equipe que pode render muito mais, porém não houve tempo para isso. Foram 21 dias e 7 jogos. Outros 7 dias foram para treinos de jogadores que não atuaram e recuperação aos que atuaram. Os outros 7, treino pré-jogo, que chamamos de "apronto", no qual você faz tentativas de organizações, sem tempo para repetições e trabalhos específicos", explicou o técnico.

continua após publicidade

"Saio triste por não ter este tempo para colocar o nosso trabalho em prática, mas de cabeça erguida por trabalhar ao máximo e respirar o clube em toda e qualquer oportunidade que tivemos. Obrigado, Athletico, pela oportunidade de estar aqui e ao torcedor por estar ao nosso lado nos jogos em casa. Até mais!", concluiu.

Na Libertadores, o Athletico-PR é o quarto colocado em sua chave, com quatro pontos, atrás de Libertad (sete), The Strongest e Caracas (ambos com cinco). No Brasileiro, o time paranaense é apenas o 16º, com três pontos. Na Copa do Brasil, o time venceu o Tocantinópolis, por 5 a 2, no primeiro duelo da terceira fase.