Esportes

Gabriel Casagrande conquista título da Stock Car na Super Final em Interlagos

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

A Stock Car tem um campeão inédito em 2021, o 19º da sua história. Gabriel Casagrande conquistou o título da temporada na Super Final em Interlagos, neste domingo, 12, ao ficar em 3º na corrida 1 e na segunda prova do dia. Daniel Serra, o único que tinha chances de tirar o título de Casagrande, até conseguiu levar a decisão para corrida 2, ao ficar em 2º na primeira prova, mas não conseguiu repetir o desempenho na segunda corrida do dia e viu o rival levar o troféu para casa.

continua após publicidade

Aos 26 anos e em sua 8ª temporada na categoria, Casagrande fez um ano consistente com duas vitórias, duas poles, duas vezes em segundo lugar e dez vezes no terceiro lugar do pódio. A estratégia de estar sempre pontuando, mesmo que nem sempre com vitórias, fez a diferença no final do campeonato para ter uma base consistente e uma vantagem de 27 pontos antes da última corrida.

O título do piloto da equipe A. Mattheis Vogel quebra a hegemonia da Eurofarma RC, do histórico Rosinei Campos, o Meinha, que venceu os últimos quatro campeonatos, com o tricampeonato de Serra em 2017, 2018 e 2019, e o título de Ricardo Maurício em 2020.

continua após publicidade

Após conquistar a pole position neste sábado, 11, o piloto poderia vencer o campeonato na corrida 1, caso ficasse à frente de Serra, mas o tricampeão não vendeu barato e conseguiu a segunda colocação da prova, ultrapassando o piloto nos boxes. A vitória da corrida 1 ficou com Thiago Camilo, que estava na briga pelo troféu até sábado, quando não conseguiu a pole e saiu da disputa.

Na segunda corrida, o novo campeão fez mais uma corrida segura, não se colocando em perigo e ainda fechando na frente de Serra, que ficou em 4º, e com o vice-campeonato. Ricardo Maurício venceu a corrida 2 com Ricardo Zonta em segundo, completando o pódio junto com o campeão.

CORRIDA 1 - A largada da Super Final da Stock Car veio com emoção e todos os pilotos apertados em busca de ganhar posições. Na disputa pela ponta, Thiago Camilo, que largou em segundo, apertou o líder Casagrande e ultrapassou o piloto. Casagrande por sua vez ficou atento ao seu rival pelo campeonato, Daniel Serra, e fechou a porta para o piloto que se manteve na terceira colocação. Para levar a decisão para a segunda corrida, Serra precisava terminar a corrida 1 a frente de Casagrande.

continua após publicidade

Com os pushs liberados, os pilotos da liderança se mantinham perto, com Casagrande não deixando Camilo abrir vantagem e Daniel Serra já 1 segundo atrás na terceira posição. O que iria mudar com a entrada do Safety Car, que foi chamado após Marcelo Hahn e Beto Monteiro se tocarem e Monteiro ficar parado na pista.

Após a relargada de prova, com o Safety Car saindo da pista, o piloto Felipe Lapenna, que estava na 4ª colocação, passou direto na curva e caiu para a última posição. As três primeiras colocações se mantinham com Thiago Camilo, Gabriel Casagrande e Daniel Serra. Com essa configuração, Casagrande ia levando o título ao fim da primeira corrida.

Porém, na parada dos boxes, faltando 16 minutos para o fim da primeira corrida, Casagrande perdeu a posição para Serra, que parou junto e foi 1 segundo mais rápido que o rival, botando fogo na disputa pelo título. A ultrapassagem manteve Serrinha vivo na briga pelo troféu, com a vantagem da pontuação caindo para 23 pontos (o vencedor da corrida dois leva 24 pontos). Thiago Camilo que parou uma volta depois ainda voltou na frente, agora com Serra em segundo e Casagrande em terceiro.

continua após publicidade

Na reta final da corrida 1, Thiago Camilo imprimiu velocidade impressionante, com Serra na cola, abrindo 3 segundos do líder do campeonato. De olho em diminuir a vantagem de Casagrande na disputa pelo título, Daniel Serra até tentou apertar Camilo para vencer a corrida 1, mas Thiago se defendeu bem e venceu a primeira prova do dia, com Serra em segundo e Casagrande em terceiro, levando a decisão do título para a corrida 2.

CORRIDA 2 - A segunda corrida do dia começou após o realinhamento do grid, com Camilo indo para 10º, Serra largando em 9º e Casagrande em 8º, precisando apenas de um ponto para ser campeão. Na largada apertada, Daniel Serra espalhou, enquanto Gabriel Casagrande se segurou no meio dos carros e manteve a 8ª posição, praticamente garantindo o título.

Em meio à disputa de posições, o carro de Rafael Suzuki foi tocado, rodou e pegou fogo. O piloto saiu do carro e um comissário de corrida precisou entrar na pista para impedir que o carro em chamas parasse em meio ao traçado. Com isso, o Safety Car voltou à prova até o carro de Suzuki ser retirado de pista.

Na relargada, os líderes da corrida 2, até então, Galid Osman e Cacá Bueno tocaram, rodaram e deixaram a ponta nas mãos de Ricardo Maurício, com Marcos Gomes em segundo e Casagrande subindo para a terceira posição.

Após as paradas obrigatórias, Serra até ultrapassou Casagrande, mas o virtualmente campeão naquele momento devolveu na mesma moeda e ainda ultrapassou Marcos Gomes para assumir a 3ª posição da prova. Com mais um pódio, em terceiro novamente, Gabriel Casagrande se sagrou campeão da Stock Car 2021. Ricardo Maurício venceu a corrida 2 e Ricardo Zonta fechou em segundo.