Esportes

Fluminense goleia Resende e conquista a Taça Guanabara pela 11ª vez

Da Redação ·

O Fluminense é o campeão da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, pela 11ª vez na história. O título foi garantido com uma rodada de antecedência com a goleada em cima do Resende, por 4 a 0, neste sábado à tarde, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A esperada vitória foi assegurada ainda no primeiro tempo, quando o Tricolor abriu a vantagem de três gols. No intervalo, confiante na vitória, a torcida já soltou o grito de "é campeão!".

continua após publicidade

A taça tinha chegado ao estádio alguns minutos antes. No final do jogo, muitos abraços, festa e comemoração. Até o centroavante Fred, de bermuda e com os filhos, apareceu em campo para festejar ao gritos de Nense...Nense.... A entrega das medalhas, do troféu e volta olímpica.

O jogo foi válido pela 10ª rodada, mas antes mesmo, o Tricolor já tinha sua vaga assegurada nas semifinais, que vai valer o título carioca de 2022. Em 10 jogos, foram nove vitórias e, curiosamente, o time perdeu na sua estreia, quando caiu diante do Bangu, por 1 a 0. São 11 vitórias seguidas, contando-se as duas sobre o Millonarios, pela Libertadores.

continua após publicidade

Com 27 pontos, o Fluminense colocou sete na frente do Flamengo que ainda disputará dois jogos e poderá, no máximo, atingir os 26. Uma campanha de excelência que deixou o time na condição de só depender da vitória no Estádio da Cidadania.

O técnico Abel Braga escalou um time praticamente reserva, embora ele tenha conseguido um feito de poucos comandantes: ter praticamente 22 jogadores em condições bem semelhantes. Uma ótima condição para superar a sequência de jogos e competições. Na próxima quarta-feira, por exemplo, no Engenhão, o Fluminense vai receber o Olímpia do Paraguai, no primeiro de dois confrontos por vaga na fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Mas os supostos reservas do Fluminense impuseram muita intensidade no jogo, liquidando a fatura no primeiro tempo. No primeiro minuto, na pressão na saída de bola adversária, Ganso lançou Cano na área e o argentino se esticou para dar um toque lateral a Arias. O colombiano só teve o trabalho de tocar de leve para as redes.

continua após publicidade

Aos quatro minutos saiu o segundo gol. Ganso, da intermediária, lançou Arias em velocidade. Ele driblou o goleiro e, sem ângulo, rolou para trás para o complemento de Martinelli, sozinho na pequena área. O terceiro saiu aos 37 minutos, quando Ganso lançou Nonato pelo lado direito e, sem ângulo, ele chutou, a bola desviou na defesa e entrou no alto.

Os jogadores desceram para os vestiários sorrindo de satisfação e sob o coro de é campeão. Na volta, porém, o Tricolor manteve o ritmo e ampliou aos 13 minutos. Samuel Xavier fez a jogada na linha de fundo e cruzou para Cano, que errou o chute. Mas a bola tocou no corpo do zagueiro Heitor e entrou nas redes. Gol contra.

Depois disso, Abel botou o time para rodar. Entraram alguns titulares como Felipe Melo, Willian, André e Luiz Henrique. O ritmo foi desacelerado e o Resende se conformou com o placar. Até acertou a trave de Marcos Felipe, aos 37 minutos, em um desvio de Jeffinho na pequena área. Para o Fluminense, sorte de campeão, e força na defesa que só sofreu três gols em 10 jogos.

continua após publicidade

Com 12 pontos, em quinto lugar, o Resende sonha seguir na competição para a disputa do 5º ao 8º lugar. Na última rodada vai enfrentar o Vasco, em São Januário. No outro final de semana, já campeão, o Fluminense vai apenas cumprir tabela contra o lanterna Boavista.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

RESENDE 0 X 4 FLUMINENSE

RESENDE - Jefferson Luis; Juninho (Ben-Hur), Joanderson (Gabriel Peixoto), Heitor e Douglas; João Felipe (Medina), Brendo (Felipe Souza), Emanuel Biancucchi e Igor Bolt; Jeffinho e Raphael Macena (Bismarck). Técnico: Sandro Sargentim

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Pineida; Wellington (Felipe Melo), Martinelli (André), Nonato e Ganso (Willian); Jhon Arias (Nathan) e Cano (Luiz Henrique). Técnico: Abel Braga.

continua após publicidade

GOLS - Arias a 1, Martinelli, aos 4 e Nonato aos 37 minutos do primeiro tempo. Heitor, contra, aos 13 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Yuri Elino Ferreira da Cruz

CARTÕES AMARELOS - Douglas, Jeffinho e Raphael Macenas (Resende).

RENDA - R$ 168.940,00.

PÚBLICO - 6.936 pagantes.

LOCAL - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).