Esportes

Fifa troca do diretor de marketing e terá 4º profissional diferente desde 2018

Da Redação ·

Um dia depois de supervisionar o lançamento do FIFA+, novo serviço de streaming que inclui jogos ao vivo e arquivos da Copa do Mundo gratuito para fãs em todo o mundo, a entidade anunciou a saída de Kay Madati, executivo-chefe de marketing, que estava a menos de um ano no cargo. Romi Gay será o quarto profissional na função desde 2018.

continua após publicidade

Madati, ex-executivo do Twitter e Facebook revelou que a decisão de deixar o cargo foi para resolver problemas particulares. Ele fará uma transição com Gay e ficará exercendo o trabalho ao menos até junho.

"Esta decisão pessoal de focar em minha família não foi fácil", revelou Madati em um comunicado oficial da Fifa. "Continuo comprometido em colaborar de perto com Romy para colocá-lo, nossos parceiros e toda a equipe da Fifa para o sucesso enquanto coletivamente rumo a uma Copa do Mundo muito especial no Catar."

continua após publicidade

Gay assumirá com a missão de definir uma estratégia comercial para o Mundial de 2026, o primeiro com 48 seleções e que terá sede na América do Norte. A entidade imagina o recorde absoluto de receitas com a ampliação das seleções. Serão 16 jogos a mais que os atuais 64.

Antes de Kay Madati, no cargo desde o ano passado, já haviam chefiado o marketing da Fifa Ohilippe Le Floc´h, que também saiu sob alegação de motivos pessoais e seu substituto, Simon Thomas, demitido no ano passado.