Fifa perde licitação para desqualificar promotor especial que investiga Infantino - TNOnline
Mais lidas

    Esportes

    Esportes

    Fifa perde licitação para desqualificar promotor especial que investiga Infantino

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 12.01.2021, 11:15:00 Editado em 12.01.2021, 11:21:08
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    A Fifa, entidade que dirige o futebol mundial, falhou em sua tentativa de desqualificar o promotor especial nomeado no ano passado pela justiça suíça para lidar com uma investigação sobre as relações entre o presidente Gianni Infantino e um ex-advogado do órgão.

    O promotor Stefan Keller abriu, em julho, investigação criminal sobre as reuniões indocumentadas de Infantino e o ex-procurador-geral Michael Lauber, cujo escritório é acusado de participar de vários casos de corrupção. Infantino e Lauber negaram qualquer irregularidade.

    O comitê de ética da Fifa inocentou Infantino, em agosto, de qualquer violação do código ética. Em veredicto divulgado nesta terça-feira, o Tribunal Criminal Federal rejeitou os pedidos da Fifa para remover Keller do caso e permitir o acesso da entidade aos arquivos da investigação como um terceiro

    diretamente envolvido no processo.

    A Fifa, que reclamou que a abertura de um processo criminal contra seu presidente danificou sua reputação, argumentou que Keller não estava autorizado a iniciar tais procedimentos. Também apelou

    contra sua decisão de negar a oferta da Fifa para ver os arquivos do caso. O tribunal decidiu que a nomeação de Keller foi adequada e ele não havia ultrapassado sua autoridade.

    Infantino, eleito em 2016 com a missão de 'limpar' a Fifa depois dos casos de corrupção da gestão de Joseph Blatter, argumentou que era perfeitamente natural para ele encontrar agências especializadas nas aplicações das leis.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Esportes

    Deixe seu comentário sobre: "Fifa perde licitação para desqualificar promotor especial que investiga Infantino"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.