Esportes

FIA ameaça retirar pontos em caso de atitude antidesportiva na decisão da F-1

Da Redação ·

O alto grau de tensão entre Mercedes e Red Bull, a igualdade em pontos na decisão do título e o "brake-test" (teste de freio) feito pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull, em cima do inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, no último GP da Arábia Saudita, no domingo passado, acenderam o sinal de alerta sobre uma possível batida definir o campeão da temporada 2021 da Fórmula 1.

continua após publicidade

A direção de prova da Federação Internacional de Automobilismo (FIA, na sigla em francês) para a categoria, capitaneada pelo australiano Michael Masi, emitiu uma nota nesta quinta-feira, às vésperas do início das atividades de pista do GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, em que alerta: qualquer tentativa de influenciar o resultado de uma competição de forma contrária à ética esportiva será punida com suspensão de uma ou mais corridas e até mesmo dedução, ou retirada de pontos, para o campeonato.

A mensagem é um recado claro ao piloto da Red Bull. O holandês chega à decisão do título no circuito de Yas Marina empatado com Hamilton em pontos, com 369,5 para cada. No entanto, Verstappen tem a vantagem no primeiro critério de desempate: o maior número de vitórias (9 a 8). A sua atitude, sobretudo na última corrida, em que não apenas no "brake-test", mas também em determinadas disputas com Hamilton, em que não cedeu e por pouco não provocou uma batida, fez a FIA se posicionar em tom de ameaça.

continua após publicidade

A nota da entidade menciona o artigo 12.2.1 do Código Esportivo Internacional, que trata de sanções para "qualquer violação dos princípios de justiça na competição, comportamento de maneira antidesportiva ou tentativa de influenciar o resultado de uma competição de maneira que seja contrária à ética esportiva".

Masi enfatiza que os comissários esportivos têm liberdade para impor sanções, baseada no regulamento, como suspensão de uma ou mais corridas e retirada de pontos do campeonato para qualquer uma das infrações acima. Ainda segundo o regulamento, em caso de retirada de pontos, estes "não devem ser deduzidos separadamente da competição do Mundial de Pilotos e de Construtores, exceto em circunstâncias excepcionais".