Esportes

Ferrari abandona e Red Bull faz dobradinha no Azerbaijão com Verstappen e Perez

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os carros da Ferrari decepcionaram, sequer terminaram a etapa, e o Circuito de rua de Baku foi dominado pela dupla da Red Bull neste domingo durante o GP do Azerbaijão, na oitava etapa da temporada de 2022 da Fórmula 1. Líder do campeonato, Max Verstappen venceu a prova e ampliou ainda mais a vantagem na ponta, seguido de perto por Sergio Perez, que havia sido o campeão no local em 2021. Fazendo grande temporada, George Russell, da Mercedes, completou o pódio.

continua após publicidade

Do mesmo jeito que ocorreu há duas corridas, no GP da Espanha, o carro de Charles Leclerc voltou a dar dor de cabeça e o monegasco precisou deixar a pista quando liderava. Pela quarta vez seguida na temporada, Leclerc largou na pole e não venceu a prova. O cenário foi ainda pior porque, pouco antes, Carlos Sainz também havia deixado a disputa quando sondava as primeiras posições, com problemas hidráulicos no veículo.

O desempenho ruim da Ferrari no GP do Azerbaijão foi muito além dos pilotos da escuderia italiana. Quatro dos seis carros com motores ferraristas abandonaram a prova neste domingo. Após Sainz e Leclerc, Zhou Guanyu, da Alfa Romeo, e Kevin Magnussen, da Haas, também deixaram as disputas por problemas técnicos em seus carros.

continua após publicidade

"É dolorido, nós realmente precisamos dar atenção para que isso não aconteça novamente. Eu não consigo nem encontrar as palavras certas para descrever. É muito desapontante. Não sabemos o que foi, ainda não dá para saber. Parece que perdi potência, não senti a mesma coisa que senti na última quebra. É a segunda vez em três corridas", afirmou Leclerc.

Sainz foi um pouco mais esperançoso ao comentar o problema em dobro da sua equipe. "Uma pena. Um dia ruim para a Ferrari, mas também um dia para nos unirmos e buscarmos a recuperação", disse o espanhol da Ferrari, equipe que limpou e deixou o box muito antes do fim da corrida.

Após Hamilton comentar que Red Bull e Ferrari estavam em um campeonato à parte, as saídas da Ferrari renderam uma situação ótima para a Mercedes. O heptacampeão foi ousado na reta final e tomou a quarta posição de Pierre Gasly, da Alpha Tauri. Russell fez seu terceiro pódio na temporada e segue com o feito de ter terminado no top 5 em todas as corridas até agora.

continua após publicidade

Sebastian Vettel, que havia largado em nono, também foi destaque do dia nas disputas, fechando a corrida na sexta colocação. Fernando Alonso, Daniel Ricciardo, Lando Norris e Esteban Ocon fecharam o top 10. No fim, Lance Stroll foi mais um a abandonar a corrida.

Com a vitória tranquila e o máximo de pontos, a Red Bull chega a 279 pontos no campeonato de construtores, contra 199 da Ferrari. Entre os pilotos, Verstappen fez seu primeiro pódio no Azerbaijão e chega a 150, enquanto Perez, que teve a volta mais rápida, fica em segundo com 129. Leclerc fica em terceiro com 116.

A CORRIDA

continua após publicidade

Vencedor do circuito em 2021, Perez mostrou logo cedo sua boa fase e assumiu a primeira posição durante a largada da prova. O mecânico de Latifi reposicionou o carro quando as luzes já estavam acesas, o que rendeu uma punição de 10 segundos ao piloto canadense. No fim da corrida, Latifi voltou a receber punição, dessa vez cinco segundos por ignorar bandeira azul.

Na curva quatro, Sainz teve problemas nos freios na hora de trocar de marchas. O carro ferrarista fez um barulho incomum e ele precisou abandonar a etapa. Depois foi informado que houve um problema hidráulico no motor.

continua após publicidade

Após tentar uma manobra arriscada para tomar a posição de Esteban Ocon, Vettel não conseguiu fazer a curva e passou reto, caindo para a 12ª colocação. Com muito apetite, o quatro vezes campeão seguiu disputando cada posição até o fim da corrida. A primeira por uma posição na zona de pontuação foi animada até o fim, com os pilotos da McLaren entrando na disputa na reta final.

Verstappen apostou na asa móvel e assumiu a liderança da prova. Pouco tempo depois, a Red Bull resolveu ir para os boxes e Leclerc retomou a ponta da prova, a 32 voltas do fim. Mas na volta 21, Leclerc passou pela mesma frustração do seu companheiro Sainz. O carro do monegasco começou a soltar fumaça, assim como havia acontecido quando teve problemas de turbo. Pole position, o piloto precisou abandonar a prova, primeira zerada pela Ferrari.

Também com o motor da Ferrari, Zhou, da Alfa Romeo, também teve problemas técnicos no carro e foi mais um a abandonar a prova neste domingo. Já na metade final da corrida, foi a vez do quarto motor Ferrari ter problemas no dia. Magnussen, da Haas, também foi orientado a parar e precisou abandonar a prova por problemas no carro.

continua após publicidade

Confira o resultado do GP do Azerbaijão:

1º - Max Verstappen (HOL/Red Bull) - 1h34min05s941

2º - Sergio Perez (MEX/Red Bull) - a 20s823

continua após publicidade

3º - George Russell (ING/Mercedes) - a 45s995

4º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - a 1min11s679

continua após publicidade

5º - Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - a 1min17s299

6º - Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin) - a 1min24s099

7º - Fernando Alonso (ESP/Alpine) - a 1min28s596

continua após publicidade

8º - Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) - a 1min32s207

9º - Lando Norris (CAN/McLaren) - a 1min32s556

10º - Esteban Ocon (FRA/Alpine) - a 1min48s184

11º - Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) - a uma volta

12º - Alexander Albon (TAI/Williams) - a uma volta

13º - Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri) - a uma volta

14º - Mick Schumacher (ALE/Haas) - a uma volta

15º - Nicholas Latifi (CAN/Williams) - a uma volta

Não terminaram a etapa - Carlos Sainz (ESP/Ferrari), Charles Leclerc (MON/Ferrari), Zhou Guanyu (CHI/Alfa Romeo), Kevin Magnussen (DIN/Haas) e Lance Stroll (CAN/Aston Martin).