Família Andretti volta à pole das 500 Milhas de Indianápolis depois de 33 anos - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Família Andretti volta à pole das 500 Milhas de Indianápolis depois de 33 anos

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Marco Andretti tinha 2 meses de idade na última vez que este sobrenome largou em primeiro nas 500 Milhas de Indianápolis. No próximo domingo, ele enfim iniciará em vantagem para tentar encerrar a "maldição" que vem assombrando três gerações da família de pilotos desde 1969, quando seu avô Mario Andretti ganhou a corrida pela única vez na carreira.

Último a ir para a pista na sessão classificatória deste domingo, o piloto americano fez o melhor tempo do "Fast Nine" (2min35s799) e garantiu a pole position no "maior espetáculo do automobilismo mundial", como é conhecida a mais tradicional prova da categoria. Scott Dixon (Ganassi) será o segundo, enquanto o terceiro posto ficou com o ex-piloto da Fórmula 1 Takuma Sato (RLL), vencedor em 2017 e segundo colocado no ano passado nas 500 Milhas.

O veterano Mario Andretti venceu apenas uma de suas 29 provas disputadas em Indianápolis, com três pole positions, sendo a última delas em 1987. Seu filho, Michael Andretti, jamais largou em primeiro e não foi além de um segundo lugar (1991) em um total de 16 tentativas no circuito. Entre os netos, Jeff correu três vezes e John participou de 12 edições, ambos sem sucesso. Marco, agora, tem a sua 15ª oportunidade de mudar essa história.

"Obviamente, fiquei emocionado. Nós apostamos muito nisso. Este lugar significa muito para nós como família. Nós passamos por muitos altos e baixos nesta pista. Meu primo John (já falecido) está ao meu lado, e o meu avô torcendo em casa. Nós sabemos que a família está torcendo. Vivemos e respiramos este esporte, esta corrida em particular", declarou o líder do treino de classificação, visivelmente emocionado.

Em uma temporada normal, Marco certamente sairia ovacionado após o grande desempenho na pista. Mas a pandemia do novo coronavírus forçou os organizadores a manterem os portões fechados pela primeira vez nos 104 anos de história da prova. "Um Andretti na pole em Indianápolis... pena que não pudemos ouvir a multidão explodir", lamentou o colega de equipe Ryan Hunter-Reay.

A família ainda tem outros motivos para estar esperançosa. A equipe Andretti colocou mais três carros entre as três primeiras filas no grid de largada para esta edição das 500 Milhas. Hunter-Reay sairá em quinto, James Hinchcliffe em sexto e Alexander Rossi em nono. Rinus VeeKay (Carpenter) sairá em quarto, Alex Palou (Dale Coyne) em sétimo e Graham Rahal (RLL) completa o primeiro pelotão, em oitavo.

As demais posições no grid já haviam sido definidas no treino classificatório de sábado, com destaque para o bicampeão mundial de Fórmula 1 Fernando Alonso (McLaren) largando em 26º. Os brasileiros Tony Kanaan (Foyt) e Helio Castroneves (Penske) sairão da 23ª e 28ª colocações, respectivamente.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Família Andretti volta à pole das 500 Milhas de Indianápolis depois de 33 anos"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.