Esportes

Em reencontro entre Kevin Durant e Warriors, Nets arrasam na abertura da NBA

Da Redação ·

A temporada 2020-2021 da NBA começou com um atropelamento na noite desta terça-feira. Acostumado a ser coadjuvante, o Brooklyn Nets contou com a liderança de Kevin Durant para arrasar o Golden State Warriors por 125 a 99, em Nova York. O duelo marcou o retorno de Durant às quadras, após um ano e meio afastado, e o reencontro com o seu ex-time, que teve a volta de Stephen Curry.

continua após publicidade

O jogo de abertura da temporada regular ainda teve como destaque a estreia de Steve Nash como treinador principal dos Nets. O treinador não escondeu a satisfação de ver o renovado time de Nova York em quadra. O time da casa foi liderado por Durant, mas também teve o brilho de Kyrie Irving, cestinha da partida, com 26 pontos. Ele ainda anotou quatro rebotes e o mesmo número de assistências. Durant contribuiu com 22 pontos, cinco rebotes e três assistências.

A partida desta terça teve um roteiro improvável para um espectador mal informado. Se fosse há duas temporadas, não haveria dúvida sobre o favoritismo dos Warriors, diante do papel modesto a ser executado pelos Nets em quadra. Mas os papéis se inverteram completamente.

continua após publicidade

De time dominante na década, os Warriors viraram coadjuvantes. Chegaram a ficar fora dos últimos playoffs. Por isso, não jogavam há nove meses. E isso ficou evidente na partida. Muito abaixo tecnicamente, a equipe só tinha Curry com alguma inspiração. Ele foi o cestinha do time, com um "double-double" logo na abertura do campeonato: 20 pontos e 10 assistências.

Mas o bom desempenho individual do astro não foi o suficiente para evitar a decepção dos visitantes. O primeiro tempo acabou com vantagem de 63 a 45 para os Nets. Esta diferença superou os 30 e, depois os 35 pontos, no terceiro quarto. No último período, Nash tirou seus principais jogadores de quadra, diante da iminente vitória, e os Warriors puderam reduzir o estrago no placar.

A partida de estreia da nova temporada da NBA não contou com a "bolha" criada na reta final do último campeonato. Mas também não contou com torcida nas arquibancadas.