Em jogo movimentado, Cruzeiro empata com o Guarani por 3 a 3 no Mineirão - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Em jogo movimentado, Cruzeiro empata com o Guarani por 3 a 3 no Mineirão

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Em uma partida muito movimentada, Cruzeiro e Guarani empataram por 3 a 3, na noite desta segunda-feira, no Mineirão, pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, um resultado que freia a ascensão da equipe da casa na competição. Mas não pode ser considerado tão ruim, por causa das circunstâncias.

Afinal, no dia em que Luiz Felipe Scolari completou 72 anos, o Cruzeiro esteve três vezes em desvantagem, mas conseguiu igualar o placar em todas, a última quando atuava com um jogador a menos em campo, por causa da expulsão de William Pottker.

Murilo Rangel foi o destaque do Guarani, com dois belos gols marcados, o primeiro em finalização de fora da área e o segundo após ótima trama ofensiva. Já pelo lado do Cruzeiro, Pottker marcou uma vez, mas complicar a situação da equipe ao levar dois amarelos em menos de dez minutos.

Ainda assim, viu o time a arrancar a igualdade no fim com Welinton, após cruzamento de Patrick Brey, o jogador mais contestado da equipe - o outro gol cruzeirense foi de Manoel, que demorou para retornar do vestiário, o deixando com um a menos na retomada do duelo, em cena curiosa de um confronto eletrizante.

A igualdade no agitado duelo, que foi movimentado até na saída para os vestiários, quando houve confusão entre membros das equipes, manteve ambos na parte de baixo da tabela. O Cruzeiro é o 15º colocado, com 24 pontos, enquanto o Guarani soma 25, em 13º.

Os times voltarão a jogar na sexta-feira, pela 22ª rodada da Série B. O Cruzeiro receberá o Figueirense, no Mineirão, enquanto o Guarani terá pela frente o Botafogo-SP, no Brinco de Ouro.

O JOGO - Logo na saída de jogo, uma finalização da intermediária de Jadsom assustou o time visitante. O lance foi um indicativo do que seria o primeiro tempo: uma disputa aberta, com chances e quatro gols. Mas não do modo desejado pelo Cruzeiro, que encontrava dificuldades para chegar ao ataque e ainda dava espaços na defesa para a equipe de Campinas, que foi mais ofensivo na etapa inicial.

Acabou, assim, sendo vazado aos 14 minutos, com um golaço de Murilo Rangel, que, com muito espaço, finalizou de fora da grande área, com a bola entrando no ângulo. Só que a resposta do Cruzeiro veio pouco depois, aos 20, com o gol de cabeça de Manoel, após cobrança precisa de escanteio de Régis, uma das novidades da escalação de Felipão.

A partir daí, o jogo ficou ainda mais aberto. Renanzinho perdeu chance incrível, Pottker acertou o travessão em cabeceio, Manoel travou finalização perigosa de Murilo Rangel, até que o Guarani marcou pela segunda vez. Foi aos 38 minutos, com Pablo, após cruzamento de Bidu, cabeceando no contrapé de Fábio, aproveitando os espaços dados pelo Cruzeiro. Mas novamente o time mineiro reagiu. E igualou o placar com Pottker, aos 44.

A retomada do jogo foi em intensidade e com o Guarani no campo de ataque, tanto que o time marcou pela terceira vez. Aos 5 minutos, em uma bela trama, Lucas Crispim acionou Giovanny, que cruzou para Murilo Rangel recolocar o seu time em vantagem. Dessa vez, o Cruzeiro até tentou responder na sequência, mas ficou no "quase" em tentativa de Airton. E ainda teve Potttker, expulso, após levar dois cartões amarelos quase em sequência.

Em vantagem e com um a mais em campo, o Guarani parecia mais confortável e quase marcou em bela jogada individual de Giovanny. Mas o Cruzeiro, com reservas acionados por Felipão, se recuperou mais uma vez. Acertou a trave em cobrança de falta com Machado e igualou novamente o placar, aos 34 minutos, com Welinton, de cabeça, após cruzamento de Patrick Brey.

O Cruzeiro, mesmo com um a menos, chegou a buscar virada. Mas não teve forças e ainda levou um susto em cruzamento fechado de Bruno Sávio. O jogo, então, terminou 3 a 3, premiando as boas atuações e punindo as falhas defensivas das equipes.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 3 x 3 GUARANI

CRUZEIRO - Fábio; Raúl Cáceres, Cacá, Manoel e Patrick; Ramon (Machado), Jadsom Silva e Régis (Welinton); Airton, Sassá (Thiago) e William Pottker. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GUARANI - Gabriel Mesquita; Cristóvam (Eliel), Wálber, Victor Rangel e Bidu; Bruno Silva (Matheus Souza), Murilo Rangel (Marcelo), Lucas Crispim e Pablo; Renanzinho (Giovanny) e Bruno Sávio (Alemão). Técnico: Marcelo Gonçalves (auxiliar).

GOLS - Murilo Rangel, aos 14, Manoel, aos 20, Pablo, aos 38, e William Pottker, aos 44 minutos do primeiro tempo. Murilo Rangel, aos 5, e Welinton, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Cristovam e Machado.

CARTÃO VERMELHO - William Pottker.

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Em jogo movimentado, Cruzeiro empata com o Guarani por 3 a 3 no Mineirão"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.