Esportes

Em fase final de recuperação, Jorge deve reforçar o Palmeiras na próxima semana

Da Redação ·

O lateral-esquerdo Jorge, contratado para substituir Matías Viña, está perto de ficar à disposição do técnico Abel Ferreira e estrear pelo Palmeiras. Segundo o coordenador científico do clube, Daniel Gonçalves, é esperado que o jogador termine sua reabilitação e esteja apto para jogar a partir da semana que vem.

continua após publicidade

Gonçalves detalhou a situação de Jorge. Ele realiza os últimos dias de recondicionamento físico antes de voltar aos gramados. O lateral sofreu uma lesão grave no joelho e não entra em campo desde dezembro de 2020, quando atuava pelo Basel, da Suíça.

"O Jorge está no final de sua reabilitação, especificamente na fase de recondicionamento, e isso já permite que ele faça trabalhos com bola com o grupo, com imprevisibilidade e com uma certa exigência. A gente espera que a partir da semana que vem ele esteja totalmente entregue ao Abel e à comissão técnica", disse o profissional.

continua após publicidade

Nesta quarta, Jorge participou de uma movimentação em dimensões reduzidas na Academia de Futebol com atletas do sub-20 com o intuito de fazer simulações de jogo. Aos 25 anos, o lateral foi contratado sem custos do Monaco e assinou contrato até o fim de 2025.

O elenco fez um trabalho tático e realizou um trabalho com ênfase específica como transições rápidas, saídas de bola, posicionamentos, marcações e jogadas de linha de fundo, entre outros fundamentos.

Com duas semanas sem jogos, o elenco pôde fazer ajustes na parte técnica, física e até psicológica, como explicou o coordenador científico do clube. A pausa se tornou uma intertemporada para que os atletas subam de nível antes voltar a campo. O próximo compromisso está marcada para domingo, às 16 horas, contra o Flamengo, no Allianz Parque, pela 20ª rodada do Brasileirão.

continua após publicidade

"Estas duas semanas sem jogos serviram como uma intertemporada e está sendo um período a se comemorar no nosso calendário. Qualquer semana cheia é algo proveitoso, ainda mais uma paralisação de 14 dias. Conseguimos restabelecer o grupo fisicamente e colocar todos os jogadores à disposição da comissão técnica", apontou Gonçalves.

"Também fizemos treinos aquisitivos de ordem física, para que os atletas se recondicionem e ganhem bagagem para suportar o restante da temporada. Então, foi de extremo valor, pois conseguimos desenvolver o grupo em todos os âmbitos, técnico e tático com o Abel, e fisicamente e emocionalmente nem se fala", acrescentou.

O Palmeiras não joga desde a vitória sobre o Athletico-PR, no dia 28 de agosto, por 2 a 1. O time alviverde é o vice-líder do Brasileirão, com 35 pontos, quatro atrás do líder Atlético-MG.