Em caso de adiamento, presidente do Palmeiras fala em paralisar Brasileiro - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Esportes

Em caso de adiamento, presidente do Palmeiras fala em paralisar Brasileiro

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O Palmeiras se posicionou novamente sobre a polêmica do adiamento da partida com o Flamengo. O jogo com o time carioca foi suspenso por conta de decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, atendendo a pedido do Sindicato de Funcionários de Clubes do Rio. O time rubro-negro deseja o adiamento por conta do alto número de desfalques com covid-19 que teria.

"Caso seja definido que o protocolo determinado para o Campeonato Brasileiro não será cumprido, é preciso paralisar a competição", escreveu o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, nas redes sociais do clube. Desde o primeiro pedido do Flamengo, o time alviverde se posicionou contra o adiamento da partida.

O Flamengo tenta o adiamento da partida desde a última terça, dia em que mais casos foram confirmados e o time, mesmo desfalcado, entrou em campo e venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 1 pela Libertadores. O clube carioca acionou a CBF e o STJD, que negaram os pedidos por conta do protocolo da competição, que prevê que as partidas aconteçam em situações do tipo, e porque outros times nas quatro divisões não conseguiram adiar as partidas.

Neste sábado, a pedido do Sindicato dos Funcionários de Clubes do Rio de Janeiro, o TRT-RJ suspendeu a partida, alegando que haveria risco de saúde aos envolvidos na realização da partida. Segundo a decisão, a partida deve acontecer somente quando todos os funcionários do Flamengo puderem cumprir a quarentena e estejam curados da covid-19. Não foi feito pedido semelhante para a partida seguinte do Flamengo, contra o Independiente del Valle pela Libertadores, no Maracanã, na próxima quarta.

Apesar da manifestação do Palmeiras, é muito improvável que a CBF paralise o Campeonato. A 12ª rodada do Brasileirão já começou, com a realização das partidas entre Internacional e São Paulo e Athletico-PR e Bahia. No entanto, a entidade nacional promete lutar na Justiça para que a partida seja disputada neste domingo. A delegação rubro-negra está concentrada em São Paulo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Em caso de adiamento, presidente do Palmeiras fala em paralisar Brasileiro"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.