Esportes

Éder e Marquinhos ganham espaço como pontas que Ceni busca no São Paulo

Da Redação ·

Éder e Marquinhos fecharam 2021 sem muitos motivos para comemorar no São Paulo. O jovem se recuperava de grave lesão enquanto o experiente jogador estava fora dos planos e quase de saída do clube. Com o início ruim de temporada do time, começaram a ser aproveitados por Rogério Ceni e agora ganham espaço na incessante busca de jogadores rápidos pelas beiradas.

continua após publicidade

Marquinhos virou uma espécie de talismã tricolor. Entrou no decorrer das duas vitórias do São Paulo no ano e participou dos três gols. Garantiu o triunfo diante do Santo André (1 a 0) e ajudou na virada contra a Ponte Preta (2 a 1).

"Encaro cada minuto com essa camisa como a oportunidade da minha vida. Fico feliz por ter ajudado nessas duas vitórias. O mérito é de todo o grupo e tenho certeza que ainda vamos crescer muito", afirma o garoto de 18 anos.

continua após publicidade

Éder ganhou chance desde o início no Moisés Lucarelli e ainda carregou a tarja de capitão. Ele festejou a honraria nas redes sociais e muitos torcedores elogiaram não apenas a postura como disseram que ele merece ser titular.

O veterano de 35 anos chegou no começo de 2021 e não engrenou com Hernán Crespo. Foi para a reserva e ainda sofreu com lesões. Pouco utilizado, estava prestes e rescindir o contrato, mas os trabalhos no dia a dia e o empenho nos treinos fizeram Ceni dar a oportunidade. E ele pode até ganhar sequência em rodízio do treinador.

"Honrado e muito feliz por representar esse time e esse grandioso clube como capitão, e especialmente pela virada conquistada com luta e entrega de todos", escreveu. "Valeu! Vamos pra próxima."