Esportes

Djokovic perde para Rublev em Belgrado e termina primeira final do ano sem título

Da Redação ·

Novak Djokovic disputou sua primeira final da temporada e saiu de quadra sem o título. O vice veio neste domingo, após uma derrota por 2 sets a 1 sofrida diante do russo Andrey Rublev, com parciais de 6/2, 6/7 (4) e 6/0, na decisão do ATP 250 de Belgrado. O torneio é organizado pela família do polêmico número 1 do mundo, ausência em várias disputas importantes desde que adotou a postura de não tomar a vacina contra covid-19.

continua após publicidade

Até agora, Djokovic disputou apenas três torneios na temporada. Além de Belgrado, ele esteve no ATP 500 de Dubai, no qual caiu nas quartas de final, e em Monte Carlo, onde não passou da primeira fase do Masters 1000. O momento ruim chegou a custar o primeiro lugar do ranking, assumido por Daniil Medvedev em fevereiro e devolvido a Nole em março.

Já Rublev, atual número 8 do mundo e impedido de exibir símbolos russos por causa da invasão à Ucrânia, celebrou a conquista do terceiro título de nível ATP neste ano. Vencedor em Marselha e Dubai, em fevereiro, ele divide o título de maior campeão da temporada com a lenda Rafael Nadal. O duelo deste domingo foi o segundo encontro dele com Djokovic. No primeiro, durante a fase de grupos do ATP Finals, foi derrotado.

continua após publicidade

"É muito bom jogar contra você e dividir a quadra pela segunda vez", disse Rublev a Djokovic durante a premiação. "Espero que tenhamos mais batalhas. Eu me sinto tão bem aqui, é uma cidade muito agradável, parece realmente especial. Quero agradecer muito a todos os espectadores por apoiarem todos os jogadores durante toda a semana. Ver plateias cheias novamente é especial para todos nós", completou.

Durante o ecnontro deste domingo, Rublev venceu o primeiro set por 6 a 2 e viu Djokovic levar o segundo no tie-break. Assim, nasceu a esperança de que o sérvio poderia repetir o que fez nas três rodadas anteriores, nas quais conquistou viradas contra Laslo Djere, Miomir Kecmanovic e Karen Khachanov. No fim das contas, o russo não deu chances para o número 1 e finalizou o terceiro set com um pneu para se tornar campeão.