Esportes

Daniel Serra e Ricardo Maurício vencem as provas da Stock no aeroporto do Galeão

Da Redação ·

Daniel Serra e Ricardo Maurício foram os destaques da etapa da Stock Car disputada no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, neste domingo. Os dois pilotos levaram a primeira e a segunda corrida do dia, respectivamente.

continua após publicidade

Piloto mais rápido na classificação, Serra foi dominante na primeira prova do dia. Ele liderou desde a primeira volta e conquistou sua primeira vitória na atual temporada da Stock Car.

Apesar de uma largada movimentada, com muitos ataques ao mesmo tempo, Serra, Sérgio Jimenez e Ricardo Maurício mantiveram as três primeiras posições nos primeiros minutos de prova. Depois deste primeiro momento, em questão de três voltas, Ricardo Maurício caiu para a quinta colocação e voltou para a terceira, mas a diferença para os dois primeiros colocados aumentou e a corrida teve a entrada do safety car, por conta de um acidente.

continua após publicidade

Após cerca de cinco minutos sem ação, os pilotos foram liberados para acelerar mais uma vez e os ataques iniciaram mais uma vez. Neste momento, o argentino Matías Rossi tentou assumir a segunda colocação e Sérgio Jimenez se defendeu como pode. Com essa disputa, Ricardo Maurício encostou na dupla e Daniel Serra abriu vantagem na ponta.

Como era esperado por ser uma pista nova e uma corrida no concreto, um pouco depois da metade dos 30 minutos, os pilotos passaram a apresentar problemas de suspensão e com os pneus. Desta forma, corredores como Rubens Barrichello e Diego Nunes tiveram que abandonar.

Já na reta final, após todos os pilotos terem passado pelo box, Daniel Serra seguiu dono absoluto da prova. Com ele, Matías Rossi e Ricardo Maurício seguiram nas três primeiras posições. Líder da atual temporada, Gabriel Casagrande, que largou em 10º lugar, chegou na quarta colocação.

continua após publicidade

POLÊMICA NA SEGUNDA CORRIDA

Com chuva, sol, acidente, safety car e bandeira amarela, Ricardo Maurício venceu a segunda e última corrida no Galeão. Por conta do regulamento, o piloto que venceu a primeira corrida troca de lugar no grid com o décimo, o segundo inverte com o nono, o terceiro faz a troca de posição com o oitavo e assim por diante.

A largada da segunda corrida do GP do Galeão foi intensa. Com o adicional da chuva no Rio, os pilotos sofreram logo na primeira curva, com muitos perdendo a direção, e um acidente fez com que o safety car viesse para a pista logo nos primeiros minutos.

continua após publicidade

Após quase 10 minutos sem ação, a largada aconteceu novamente e as trocas de posições apareceram. Contudo, pouco mais de três minutos de prova, o safety car teve que retornar para a pista por conta de um novo acidente.

Com cerca de 10 minutos para o fim do tempo previsto para a corrida, a nova largada aconteceu e Felipe Baptista abriu vantagem na ponta. Thiago Camilo teve que defender um ataque de Ricardo Maurício e viu Felipe Massa também encostar.

Por conta do safety car, assim que se abriu a janela para o pit stop, diversos pilotos seguiram para o box logo na primeira volta em que se foi possível. Desta forma, Ricardo Maurício, que retardou um pouco sua parada obrigatória, assumiu a liderança da segunda corrida do GP do Galeão com cerca de seis minutos para o fim.

Na reta final do relógio, Ricardo Maurício e Marcos Gomes, que estavam nas duas primeiras colocações respectivamente, abriram vantagem para os demais pilotos. Na sequência, Bruno Baptista e Gianluca Petecof disputaram segundo a segundo pela terceira posição.

No minuto final, Marcos Gomes e Ricardo Maurício acabaram se tocando e Gomes assumiu a liderança da prova. Contudo, havia a suspeita de que a ultrapassagem tivesse sido feita sob bandeira amarela, o que se confirmou depois da corrida. E Ricardo Maurício foi declarado o vencedor.