Esportes

Curry esquece números e celebra com Warriors: 'Nunca fui tão feliz sem bola de 3'

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Stephen Curry não acertou nenhuma bola de três contra o Boston Celtics na noite de segunda-feira, situação que não ocorria desde 2018. Mesmo assim, o Golden State Warriors venceu o jogo 5 da final da NBA por 104 a 94 e agora está a uma vitória do título, já que colocou vantagem de 3 a 2 no placar da série. Por isso, o camisa 30 saiu radiante da quadra do Chase Center, em San Francisco.

continua após publicidade

"Acredito que jamais fui tão feliz depois de uma noite sem anotar cestas de três, sabendo o contexto do jogo", afirmou o armador após o duelo, satisfeito com a vitória. "Sim, quero acertar bolas e pontuar, mas o que importa é se vencemos ou não a partida, e dessa vez vencemos", completou.

Maior pontuador de bolas de três na história da NBA, Curry teve uma noite fora do comum na Califórnia e errou os nove arremessos feitos da linha de três pontos. A última vez em que não fez nenhuma cesta desse tipo foi na derrota por 134 a 111 para o Milwaukee Bucks, em novembro de 2018. "É claro que me incomoda como arremessador. Você quer causar impacto no jogo dessa maneira, mas, felizmente, isso não é a única coisa que faço em quadra", disse.

continua após publicidade

Depois da linha, também não teve tanto sucesso quanto costuma ter, pois terminou o jogo com apenas 16 pontos marcados. De qualquer forma, teve participação importante em outros momentos, contribuiu com oito assistências e protagonizou seis rebotes. O grande nome da partida foi Andrew Wiggins, autor de um double-double de 26 pontos e 13 rebotes.

Até a noite de segunda-feira, Curry acumulava 233 partidas seguidas na NBA marcando pelo menos uma cesta de três, em série iniciada após a derrota de 2018 para o Bucks. Além disso, acertou bolas de três em todos os outros 132 jogos de playoffs que disputou em sua vitoriosa carreira. "É muito simples, vou continuar a arremessar", destacou "Não tenho medo de chegar a zero. Respondi bem sempre que passei por jogos como esse."