Esportes

Cruzeiro sai na frente, mas leva virada do Remo na Copa do Brasil

Da Redação ·

O Remo segue sendo uma pedra no sapato na história do Cruzeiro. O time celeste, que jamais venceu o adversário fora de casa, voltou a tropeçar. Na noite desta terça-feira, perdeu de virada por 2 a 1, no estádio Baenão, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. A dupla já se enfrentou em seis oportunidades, com quatro triunfos para o time paraense e dois empates.

continua após publicidade

Com o resultado, o Cruzeiro precisará vencer por dois gols de diferença para avançar às oitavas de final no jogo de volta, marcado para o dia 11 de maio (quarta-feira), às 19h30, no Mineirão. O Remo jogará pelo empate para seguir vivo no torneio.

Enganou-se quem pensou que o Cruzeiro teria vida fácil contra o Remo. O time paraense teve um começo de jogo muito intenso e poderia ter saído na frente caso caprichasse um pouco mais. Ricardo Luz partiu em velocidade e chutou, quase encobrindo o goleiro Rafael Cabral. Paulinho Curuá também tentou, mas acertou em cima de Zé Ivaldo.

continua após publicidade

O Remo pressionou e começou a perder o fôlego aos 22 minutos, quando o Cruzeiro enfim chegou com perigo. Jajá arriscou de longe e mandou para fora, após desvio em Anderson Uchoa. O lance animou o time celeste, que também foi para o ataque. Mas ambos os times sofreram para acertar o alvo.

Nos minutos finais, o Remo voltou a ser superior e assustou os torcedores do Cruzeiro. A melhor oportunidade foi com Brenner. Ele subiu no 'segundo andar' e cabeceou. A bola passou com muito perigo.

No segundo tempo, o jogo foi eletrizante. Logo de cara, Jajá recebeu pela direita, invadiu a área e acabou derrubado por Daniel Felipe, pênalti. João Paulo foi para a cobrança, mas viu o goleiro Vinícius crescer e fazer a defesa. O arqueiro ainda fez um milagre, na sequência, em tentativa de Daniel Júnior.

continua após publicidade

De tanto insistir, o Cruzeiro abriu o placar. Aos 20 minutos, Daniel recebeu pela esquerda e cruzou na medida para Rodolfo. O atacante deslizou para empurrar para o gol. A festa da equipe mineira não durou por muito tempo. Aos 25, Marlon cobrou falta, a bola desviou em Willian Oliveira e acabou no gol defendido por Rafael Cabral.

O baque foi forte no Cruzeiro. O time mineiro ficou desnorteado, melhor para o Remo, que aproveitou o momento para confirmar a vitória. Aos 32 minutos, Marlon cobrou falta, Uchoa desviou e Daniel Felipe, de cabeça, fez 2 a 1. Depois foi só segurar para sair em vantagem.

OUTROS JOGOS

Ainda nesta terça-feira, o América Mineiro encaminhou a classificação ao fazer 3 a 0 no CSA, em pleno estádio Rei Pelé. Já o Bahia não saiu de um empate sem gols frente ao 'azarão' Azuriz, na Arena Fonte Nova.