Esportes

Correção: Neymar, Messi e Jorginho estão na final da Bola de Ouro

Da Redação ·

A nota enviada anteriormente contém um erro no título e no primeiro parágrafo. O português Cristiano Ronaldo está, sim, entre os finalistas da Bola de Ouro. Segue a versão corrigida:

continua após publicidade

Neymar, Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Jorginho, brasileiro naturalizado italiano, estão entre os 30 finalistas da Bola de Ouro, prêmio concedido pela revista francesa "France Football". A lista foi divulgada nesta sexta-feira, após a votação de 180 jornalistas internacionais. O troféu será entregue em 29 de novembro, em cerimônia no Théâtre du Chatelet, em Paris.

Os finalistas são: Riyad Mahrez (Manchester City), N'Golo Kanté (Chelsea), Erling Haaland (Borussia Dortmund), Leonardo Bonucci (Juventus), Mason Mount (Chelsea), Harry Kane (Tottenham), Gianluigi Donnarumma (Milan /PSG), Karim Benzema (Real Madrid), Raheem Sterling (Manchester City), Nicolò Barella (Inter de Milão), Lionel Messi (Barcelona/PSG), Bruno Fernandes (Manchester United), Pedri (Barcelona), Luka Modric (Real Madrid), Giorgio Chiellini (Juventus), Kevin De Bruyne (Manchester City), Neymar (PSG), Rúben Dias (Manchester City), Lautaro Martínez (Inter de Milão), Simon Kjaer (Milan), Robert Lewandowski (Bayern de Munique), Jorginho (Chelsea), Mohamed Salah (Liverpool), César Azpilicueta (Chelsea), Romelu Lukaku (Inter de Milão/Chelsea), Cristiano Ronaldo (Juventus/Manchester United), Gerard Moreno (Villarreal), Phil Foden (Manchester City), Kylian Mbappé (PSG) e Luis Suárez (Atlético de Madrid).

continua após publicidade

Não houve premiação no ano passado devido à pandemia. O argentino Lionel Messi é o maior ganhador da premiação (seis vezes: 2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019), que está em sua 65ª edição.

Até 1995, a premiação da Bola de Ouro era apenas para jogadores europeus, depois passou a considerar atletas de outras nacionalidades que também atuavam no futebol da Europa. A partir de 2007, a revista abriu a eleição para qualquer atleta.

Sem uma representante do futebol brasileiro, a France Football também divulgou a lista de 20 finalistas à Bola de Ouro feminina, apontadas por 50 jornalistas. As finalistas são: Alexia Putellas (ESP), do Barcelona; Magdalena Eriksson (SUE), do Chelsea; Marie-Antoinette Katoto (FRA), do PSG; Sam Kerr (AUS), do Chelsea; Stina Blackstenius (SUE), do BK Hacken; Wendie Renard (FRA), do Lyon; Samantha Mewis (EUA), do North Carolina Courage; Pernille Harder (DIN), do Chelsea; Vivianne Miedema (HOL), do Arsenal; Sandra Paños (ESP), do Barcelona; Lieke Martens (HOL), do Barcelona; Jessie Fleming (CAN), do Chelsea; Irene Paredes (ESP), do Barcelona; Ashley Lawrence (CAN), do PSG; Christine Sinclair (CAN), do Portland Thorns; Ellen White (ING), do Manchester City; Christiane Endler (CHI), do Lyon; Jennifer Hermoso (ESP), do Barcelona; Fran Kirby (ING), do Chelsea e Kadidiatou Diani (FRA), do PSG. O troféu entre as mulheres foi entregue pela última vez em 2019, para Megan Rapinoe.

continua após publicidade

Além de candidatos à Bola de Ouro para homens e mulheres, a France Football revelou os 10 concorrentes ao Troféu Yashin (em homenagem ao russo Lev Yashin), para o melhor goleiro da temporada. O brasileiro Ederson, do Manchester City, é um dos indicados. Os demais são Donnarumma, eleito o craque da Eurocopa e recém-contratado pelo PSG, e Mendy, do Chelsea, vencedor da Liga dos Campeões.

Os outros candidatos são Courtois (Real Madrid e Bélgica), Kasper Schmeichel (Leicester e Dinamarca), Navas (PSG e Costa Rica), Emiliano Martínez (Aston Villa e Argentina), Neuer (Bayern de Munique e Alemanha), Oblak (Atlético de Madrid e Eslovênia) e Handanovic (Inter de Milão e Eslovênia). o brasileiro Alisson recebeu o troféu em 2019.

Sem brasileiros na disputa, também foram revelados os finalistas para o Troféu Kopa (tributo ao francês Raymond Kopa), para o melhor jogador sub-21. Os dez escolhidos foram: Bukayo Saka (ING) - Arsenal; Jérémy Doku (BEL) - Rennes; Mason Greenwood (ING) - Manchester United; Pedri (ESP) - Barcelona; Ryan Gravenberch (HOL) - Ajax; Florian Wirtz (ALE) - Bayer Leverkusen; Giovanni Reyna (EUA) - Borussia Dortmund; Jamal Musiala (ALE) - Bayern de Munique; Jude Bellingham (ING) - Borussia Dortmund e Nuno Mendes (POR) - Paris Saint-Germain. O holandês De Ligt faturou esse título em 2019.