Esportes

Corinthians larga na Libertadores com derrota para o modesto Always Ready

Da Redação ·

O torcedor do Corinthians foi dormir muito irritado com a estreia do time na Libertadores. Nesta terça-feira, em La Paz, na Bolívia, a equipe do técnico português Vitor Pereira perdeu por 2 a 0 para o limitadíssimo Always Ready - pior do que a derrota foi a atuação da equipe, desorganizada e apática durante toda a partida.

continua após publicidade

Nem mesmo os 3.637 metros de altitude do estádio Hernando Siles podem ser usados como desculpa. A preocupante exibição corintiana começou com mudanças em relação ao último jogo da equipe, a derrota para o São Paulo por 2 a 1, na semifinal do Paulistão. As novidades foram as entradas de Fábio Santos na lateral-esquerda, Adson no meio e do experiente atacante Jô.

O Corinthians mal teve tempo de tentar se impor em cima do rival e já levou o primeiro gol do jogo. Aos seis minutos, o Always Ready foi ao ataque. Jorge Flores foi lançado pela esquerda em velocidade, dominou a bola e carregou até a área. Ele passou como quis por João Pedro, que segurou o jogador do Always Ready e cometeu um pênalti bobo.

continua após publicidade

Aos sete minutos, Marcos Riquelme (primo do astro argentino Juan Román Riquelme, ex-jogador, ídolo e atual vice-presidente do Boca Juniors) bateu muito bem, no canto esquerdo alto, sem chances para Cássio e abriu o placar.

A arma para o Corinthians tentar encontrar o empate ainda no primeiro tempo e não perder o fôlego em La Paz foi manter a posse de bola. Desta forma o time conseguia encontrar espaço para chutes de meia distância, mas que não levavam quase nenhum perigo.

O lance de maior perigo do Alvinegro em toda partida ocorreu aos 32 do primeiro tempo, quando Renato Augusto recebeu pela esquerda, na entrada da área, puxou a bola para o pé direito e bateu colocado - a bola passou à esquerda do goleiro Giménez.

continua após publicidade

Mas nem mesmo quase 70% de posse de bola, seis escanteios e dez finalizações da primeira etapa fizeram com que o Corinthians saísse para o intervalo com o empate.

Vitor Pereira fez duas alterações no intervalo da partida. Ele sacou o lateral-direito João Pedro e promoveu a reestreia de Maycon, que entrou para jogar como volante, com Du Queiróz sendo deslocado para a direita. A outra substituição foi uma troca no ataque - Adson por Róger Guedes.

O problema foi que na saída para a segunda etapa, antes do primeiro minuto de jogo, Riquelme recebeu pela esquerda, tocou dentro da área para Ramallo, que aproveitou a lentidão de Gil e só tocou na saída de Cássio para ampliar o placar - 2 a 0 Always Ready.

continua após publicidade

Entraram ainda Mosquito, Giuliano e Lucas Piton, mas nada que mudasse o panorama até o final da partida. Sem intensidade na marcação e sem agressividade no ataque, o Corinthians sucumbiu muito fácil ao rival. A resposta do elenco e comissão técnica precisa ser rápida - o time estreia no Brasileirão domingo, contra o Botafogo, no Rio.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

ALWAYS READY 2 X 0 CORINTHIANS

ALWAYS READY: Giménez; Enoumba, Cabrera, Rambal e Jorge Flores; Juan Adrián (Mamani), Chumacero, Ramallo (Blanco) e Arce (Cortés); Cristaldo (Borja) e Riquelme (Gustavo Torres). Técnico: Eduardo Villegas.

CORINTHIANS: Cássio; João Pedro (Maycon), João Victor, Gil e Fábio Santos; Du Queiroz, Paulinho (Gustavo Mosquito) e Renato Augusto; Adson (Róger Guedes), Jô (Giuliano) e Willian (Lucas Piton). Técnico: Vitor Pereira.

continua após publicidade

GOLS: Riquelme, aos 7 minutos do primeiro tempo; Ramallo, a 1 minuto do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO: Enoumba.

ÁRBITRO: Piero Maza (Chile).

RENDA E PÚBLICO: Não divulgados.

LOCAL: Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia).