Esportes

Corinthians empata com Botafogo e tem sequência de vitórias interrompida

Da Redação ·

Ainda sem um novo treinador, o Corinthians fez um jogo pragmático, sem criatividade, e teve sua sequência positiva no Campeonato Paulista quebrada ao empatar por 1 a 1 com o Botafogo em Ribeirão Preto na noite deste sábado. O time buscava o quarto triunfo seguido no torneio.

continua após publicidade

Com apenas três titulares escalados pelo interino Fernando Lázaro desde o início - Cássio, João Victor e Roger Guedes - o time alvinegro encontrou dificuldades no interior de São Paulo. Saiu na frente, com o zagueiro Raul Gustavo, no primeiro tempo, mas levou o empate na etapa final - Hélio Paraíba marcou para a equipe da casa.

Botafogo e Corinthians homenagearam Sócrates. Se estivesse vivo, ele completaria 68 anos. Os dois times, do qual o doutor é ídolo, exibiram em suas camisas patches exclusivos e a hashtag #EternoDoutor, além do famoso gesto do punho cerrado antes de o jogo começar.

continua após publicidade

O Corinthians tem 14 pontos e lidera com folga o seu grupo, o A. O Botafogo disputa com o Mirassol a vice-liderança do Grupo C, cujo líder é o Palmeiras. O time de Ribeirão Preto soma 12 pontos e aparece no terceiro posto. A equipe ainda não venceu em casa neste Paulistão.

Foram 90 minutos de um futebol pobre tecnicamente apresentado pelas duas equipes. No aniversário de Sócrates, o Botafogo jogou armado para segurar o rival e sair nos contra-ataques caso fosse possível. O Corinthians, sem seus principais atletas, teve problemas na criação. Trocou passes, rodou a bola, mas não encontrou espaços.

Roger Guedes, isolado, foi quem mais tentou no ataque. Luan ganhou mais uma oportunidade e novamente esteve apagado, dando razão às críticas de grande parte da torcida, que vê nele um atleta lento e, por vezes, indolente.

continua após publicidade

Se estava difícil achar espaços com a bola no chão, o jeito para o Corinthians foi insistir pelo alto. E deu resultado. Após cobrança de falta de Cantillo, Róger Guedes ajeitou para trás, e Raul Gustavo escorou para as redes aos 39 minutos do primeiro tempo. Foi o primeiro gol do jovem defensor corintiano.

Na etapa final, o Botafogo, que já havia ficado perto de empatar no primeiro tempo, avançou seus atletas, aumentou o ritmo e empurrou o Corinthians para seu campo de defesa. Leandro Zago fez mudanças e deixou seu time mais leve. Um dos que entraram foi Hélio Paraíba. O atacante levou perigo em cabeceio perto do travessão.

Mas o jogador teve mais uma oportunidade e, na segunda, não desperdiçou. Recebeu cruzamento de Jean e, bem posicionado, testou firme para as redes para empatar o duelo aos 22 minutos.

continua após publicidade

Com a igualdade, Fernando Lázaro se viu obrigado a lançar mão de seu talentoso quarteto. Entraram Paulinho, Renato Augusto, Willian e Giuliano. O time melhorou, mas não o suficiente para conquistar o triunfo. Houve uma pressão nos minutos finais que o Botafogo suportou com valentia.

FICHA TÉCNICA

continua após publicidade

BOTAFOGO-SP 1 X 1 CORINTHIANS

BOTAFOGO-SP - Deivity; Marlon, Joaquim, Joseph e Jean; Tárik, Emerson Santos, Fillipe Soutto (Diego Guerra), Bruno Michel (Luketa), Tiago Reis (Hélio Paraíba), Dudu (Kadu Barone). Técnico: Leandro Zago.

CORINTHIANS - Cássio; João Pedro, João Victor, Raul Gustavo e Bruno Melo; Cantillo (Paulinho), Roni (Xavier), Luan (Willian); Gustavo Mosquisto (Giuliano), Adson (Renato Augusto) e Róger Guedes. Técnico: Fernando Lázaro.

continua após publicidade

GOLS - Raul Gustavo, aos 39 minutos do primeiro tempo. Hélio Paraiba, aos 22 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Douglas Marques das Flores.

CARTÕES AMARELOS - Xavier e Cássio.

PÚBLICO - 13.936 (total).

RENDA - R$ 784.495,00.

LOCAL - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.