Esportes

Copa do Mundo de Mountain Bike volta ao Brasil após 17 anos e empolga Avancini

Da Redação ·

Pela primeira vez em 17 anos o Brasil receberá uma etapa e a abertura da Copa do Mundo de Mountain Bike, da temporada de 2022. Entre os dias 8 e 10 de abril, ocorrerá em Petrópolis (RJ) a prova do Mundial, com a participação de atletas brasileiros e grandes estrelas internacionais como o suíço Nino Schurter, considerado o maior da história, o francês Jordan Sarrou, o líder do ranking mundial Mathias Flückiger (Suíça) e o checo Ondrej Cink, entre outros.

continua após publicidade

Maior nome do ciclismo do País, Henrique Avancini é o grande destaque nacional para essa etapa. Além de ocupar a 7ª colocação geral no ranking da União Ciclística Internacional (UCI), o atleta da equipe Cannondale Factory Racing disputará pela primeira vez uma prova da Copa do Mundo em seu país. Além disso, também é petropolitano.

Assim como ele, a maioria dos ciclistas que participarão da etapa de Petrópolis a partir desta sexta-feira, 8, jamais competiram no Brasil. Ao longo de sua carreira, Avancini soma 19 Campeonatos Brasileiros da modalidade, duas participações em Jogos Olímpicos e vitórias em etapas da Copa do Mundo, além de um Mundial na categoria maratona (XCM).

continua após publicidade

PREPARADO E SONHADOR - Na expectativa para disputar sua primeira prova em casa, Henrique Avancini sonha longe e almeja alçar longos voos na abertura da Copa do Mundo. O atleta disputará as provas de short track e cross country olímpico e vê, na força de competir em casa, com a torcida ao seu lado, como um diferencial.

"A Copa do Mundo se aproxima e me sinto bastante tranquilo com a preparação que eu fiz. Foi uma série de competições, de blocos de treinamento com uma estrutura um pouco diferente do que eu havia feito no passado. Aparentemente eu venho construindo uma boa velocidade, me sinto bastante preparado. Optei por nos dias anteriores à prova me concentrar um pouco mais para o evento especificamente, então escolhi não competir na semana anterior e assim otimizar o máximo o meu tempo de concentração, de preparação, voltados para os dias de prova", afirmou Avancini, que tem como objetivo a conquista das duas competições.

Sonhando com essas vitórias, Avancini foi um dos responsáveis por trazer o evento de volta ao Brasil. A pista, onde o pelotão de elite vai competir, começou a ser construída pelo atleta em 2015, sofreu alterações estruturais e receberá a Copa do Mundo. "Quando começaram as conversas, eu fui uma espécie de representante do País, levando informações, possibilidades e coisas estruturais e de organização".

continua após publicidade

"No geral, me sinto muito animado, muito honrado, muito grato por essa oportunidade, por essa conquista, e espero consagrar esse momento tão especial com uma performance incrível, melhor ainda se essa performance garantir a vitória para nós. O objetivo é bastante ambicioso, mas eu realmente acredito que seja possível entregar um grande resultado, buscar mais uma vitória no short-track, mais uma vitória no cross-country olímpico. Apesar disso ser considerado dois grandes desafios, é o que estamos sonhando, é para isso que fiz o trabalho da forma como fiz", completou o ciclista.

BRASILEIROS - Além de Avancini, outros atletas sonham com bons desempenhos em Petrópolis. Dentro da equipe Caloi/Henrique Avancini Racing, três dos cinco atletas estrearão em uma etapa de Copa do Mundo. Os dois veteranos e experientes, Edson Rezende e Ulan Galinski, disputarão a prova na categoria Elite. Grandes nomes do mountain bike brasileiro, ambos já participaram de etapas da Copa do Mundo. Na categoria sub-23, Luiza Souza, Sabrina Oliveira e Cainã Oliveira serão os estreantes brasileiros no Mundial.

"Estou muito animada e ansiosa para esse dia, não imaginei que estaria numa prova dessa magnitude tão cedo. As expectativas são grandes de poder fazer o melhor numa pista tão boa. Não há sensação melhor do que ter seu nome inscrito na lista da Copa do Mundo, acho que é o que eu almejava há muitos anos, e com toda certeza é mais um desafio que estou pronta pra encarar", afirmou Sabrina Oliveira, empolgada com a expectativa de realizar sua estreia na competição.

continua após publicidade

Campeão brasileiro na categoria de maratona em 2021, Ulan Galinski está empolgado com a oportunidade. "Copa do Mundo no Brasil, na cidade na qual estou morando, realmente é um grande privilégio. Porém, antes de olhar para mim, enxergo essa Copa do Mundo no Brasil como um grande marco e um feito de grande importância para o crescimento do ciclismo no Brasil, algo que vai muito além da expectativa individual de cada atleta. Me sinto pronto pra viver, aproveitar e competir no mais alto nível", comentou.

Confira a programação:

Dia 8 de abril (sexta-feira): Cross Country Short Track (XCC), a partir das 16h20 (horário de Brasília)

Dia 10 de abril (domingo): Cross Country Olímpico feminino (XCO), a partir das 11h (horário de Brasília), e XCO masculino, a partir das 14h15 (horário de Brasília)

A transmissão será feita pela Red Bull TV, disponível através de seu site oficial e aplicativos, disponíveis nos sistemas Android e IOS.