Mais lidas

    Esportes

    Esportes

    Conselho da FIA aprova calendário da Fórmula 1 em 2021 com recorde de 23 etapas

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 17.12.2020, 10:12:00 Editado em 17.12.2020, 10:20:49
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    A Fórmula 1 terá mesmo em 2021 o recorde de corridas em um ano. Nesta quinta-feira, o Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA, na sigla em francês) aprovou o calendário da próxima temporada com 23 etapas, que a categoria havia proposto semanas atrás. A abertura do campeonato será no dia 21 de março, na Austrália, e o encerramento está marcado para 5 de dezembro, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

    A oficialização do cronograma original veio pouco tempo depois da Fórmula 1 confirmar a renovação de contrato para a realização da corrida no Brasil até 2025 no autódromo de Interlagos, em São Paulo. O agora rebatizado GP de São Paulo está marcado para 14 de novembro, véspera do feriado de Proclamação da República.

    As demais datas que estavam no calendário divulgado pela Fórmula 1 em novembro foram mantidas, inclusive a dúvida em relação a uma delas. É que o posto que seria ocupado pelo GP do Vietnã, em 25 de abril, segue vago com Portugal (Portimão), Turquia, Mugello e Ímola - estes dois últimos circuitos na Itália - aparecendo como possibilidades.

    Outros asteriscos que se mantiveram em relação ao proposto pela categoria são relacionados aos GPs da Espanha e da Arábia Saudita. O primeiro, no circuito de Barcelona, previsto para 9 de maio, precisa de um novo acordo que deve sair nas próximas semanas, enquanto que o segundo, na cidade de Jeddah, programado para 28 de novembro, ainda precisa ter a pista totalmente homologada.

    Nenhum dos eventos adicionados excepcionalmente ao calendário de 2020 devido à pandemia do novo coronavírus permanecerá em 2021. Ou seja, as corridas nos circuitos de Mugello (GP da Toscana), Nürburgring (GP de Eifel), Portimão (GP de Portugal), Ímola (GP da Emilia-Romagna) e Istambul (GP da Turquia) não serão realizadas.

    Por outro lado, estão de volta as pistas de Melbourne (Austrália), Xangai (China), Montecarlo (Mônaco), Baku (Azerbaijão), Montreal (Canadá), Paul Ricard (França), Marina Bay (Cingapura), Suzuka (Japão), Austin (Estados Unidos) e Cidade do México (México), além de Interlagos, todas fora em 2020 devido à pandemia.

    Também consta do calendário de 2021 o GP da Holanda, em Zandvoort, circuito que voltaria a ter uma prova de Fórmula 1 em 2020, mas que acabou fora da programação. No entanto, o evento, que neste ano estava marcado para o começo de maio, foi transferido para setembro.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Esportes

    Deixe seu comentário sobre: "Conselho da FIA aprova calendário da Fórmula 1 em 2021 com recorde de 23 etapas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.