Esportes

Com um jogador a menos, Avaí bate Goiás em jogo com arbitragem confusa e polêmica

Da Redação ·

Com atuação confusa e polêmica do árbitro Antônio Dib Moraes de Sousa, o Avaí, mesmo com um jogador a menos, derrotou o Goiás por 3 a 2, na noite desta segunda-feira, no estádio da Ressacada, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. De quebra, se aproximou dos líderes do torneio.

continua após publicidade

Com seis pontos, o Avaí dorme na sexta colocação, atrás de Santos e Atlético Mineiro, com sete, e de Corinthians Cuiabá e Inter, que também têm seis. O Goiás, por outro lado, ainda não venceu e aparece apenas na vice-lanterna, com um, ponto conquistado no empate por 1 a 1 frente o Palmeiras.

O jogo começou acelerado. O Avaí aproveitou o embalo de seus torcedores para abrir o marcador com apenas três minutos de bola rolando, quebrando por completo a estratégia utilizada pelo Goiás. Morato recebeu da esquerda e contou com uma furada de Da Silva para fazer 1 a 0.

continua após publicidade

Foi a partir daí que começou a confusão do árbitro. Na resposta do Goiás, ele assinalou pênalti em Apodi. No entanto, o VAR avisou que a falta ocorreu fora da área e anulou a marcação. Logo depois, o árbitro de vídeo voltou a chamar Dib por conta de um pisão de Morato em Dadá Belmonte. O atacante do Avaí acabou expulso.

Com um a mais, o Goiás foi para cima e novamente o árbitro assinalou pênalti em cima de Apodi. Pela terceira vez, o VAR foi acionado e corrigiu a marcação feita dentro de campo. Com isso, a falta foi marcada fora da área. Após os sustos, o Avaí quase fez o segundo em uma tentativa de gol contra de Pedro Raul. A bola foi no travessão.

O próprio atacante também acertou o travessão, desta vez, no gol certo. Ele aproveitou o escanteio cobrado por Elvis para acertar o 'poste' na última tentativa do Goiás em igualar o marcador no primeiro tempo.

continua após publicidade

Na segunda etapa, o Avaí voltou pressionando o Goiás e ampliou aos cinco minutos. Eduardo avançou pela direita e rolou para trás. Bissoli chegou chutando para fazer 2 a 0. O terceiro não demorou a sair. Após mais um lance polêmico de falta que poderia ter sido fora da área, Dib marcou pênalti. O VAR, no entanto, não pediu revisão. Muriqui, então, foi para batida e fez mais um.

Com a vantagem e com um jogador a menos, o Avaí se acomodou e deixou o Goiás colocar fogo na partida. Aos 30 minutos, Pedro Raul aproveitou o rebote do goleiro Douglas para fazer 3 a 1. O time esmeraldino ainda fez o segundo, aos 42, em mais um lance polêmico. Desta vez, Dib marcou pênalti após choque entre Luiz Filipe e Lucas Ventura. O VAR chamou para revisão, mas o árbitro optou por manter sua decisão, que acabou com gol de Elvis.

Os minutos finais foram alucinantes. O Goiás empurrou o Avaí para o seu campo de defesa, mas Douglas apareceu para realizar boas defesas e confirmar mais uma vitória do time catarinense no Brasileirão.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 3 X 2 GOIÁS

continua após publicidade

AVAÍ - Douglas Friedrich; Kevin (Matheus Ribeiro), Bressan, Arthur Chaves e Bruno Cortez; Raniele, Bruno Silva e Eduardo (Lucas Ventura); Morato, Bissoli (Rômulo) e Muriqui (Dentinho). Técnico: Eduardo Barroca.

GOIÁS - Tadeu; Maguinho (Elvis), Da Silva, Reynaldo e Danilo Barcelos (Hugo); Fellipe Bastos (Luan), Matheus Sales (Nicolas), Diego e Apodi; Dadá Belmonte (Luiz Filipe) e Pedro Raul. Técnico: Jair Ventura.

GOLS - Morato, aos três minutos do primeiro tempo. Bissoli, aos cinco, Muriqui, aos 16, Pedro Raul, aos 30, e Elvis, aos 42 minutos do segundo tempo.

continua após publicidade

ÁRBITRO - Antonio Dib Moraes de Sousa (PI).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Cortez, Dentinho e Douglas Friedrich (Avaí); Fellipe Bastos, Luan, Maguinho e Matheus Sales (Goiás).

CARTÃO VERMELHO - Morato (Avaí).

RENDA - R$ 129.305,00.

PÚBLICO - 5.883 torcedores.

LOCAL - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).