Esportes

Com um a menos, RB Leipzig é campeão da Copa da Alemanha nos pênaltis

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Em uma final dramática, com direito a expulsão, tensão e pênaltis, o RB Leipzig se sagrou campeão da Copa da Alemanha neste sábado ao desbancar o Freiburg, no estádio Olímpico de Berlim. O time de Leipzig buscou o empate por 1 a 1 no segundo tempo, quando estava com um a menos em campo, sustentou a igualdade na prorrogação e venceu nos pênaltis por 4 a 2.

continua após publicidade

Numa decisão inédita, o RB Leipzig levantou o troféu pela primeira vez, em sua terceira tentativa - o Freiburg também buscava o primeiro título da competição, em sua primeira final. A competição foi dominada pelos times de menor expressão porque o favoritos Bayern de Munique e Borussia Dortmund haviam sido eliminados de forma precoce.

O título do Leipzig teve sabor de superação por conta da boa atuação do Freiburg ao longo dos 90 minutos e também da prorrogação. O time foi dominante, principalmente a partir do início do segundo tempo, quando o Leipzig passou a jogar com apenas 10 jogadores em campo. As chances perdidas se acumularam, culminando em falhas nas penalidades.

continua após publicidade

O capitão Günther mandou por cima do travessão e Demirovic, que havia desperdiçado seguidas chances ao longo da final, carimbou o travessão - Petersen e Schlotterbeck converteram as cobranças do Freiburg. Pelo Leipzig, Nkunku, Orban, Olmo, Henrichs converteram.

No estádio lotado, com milhares de torcedores de cada lado, Freiburg e RB Leipzig fizeram um primeiro tempo equilibrado. O duelo passou a ganhar emoção aos 19, quando Eggestein abriu o placar ao aproveitar assistência de Sallai. A vantagem do Freiburg obrigou o Leipzig a buscar mais o ataque.

Mas a missão da equipe de buscar o empate se complicou aos 11 minutos do segundo tempo. O zagueiro Halstenberg levou o cartão vermelho ao parar um forte contra-ataque do Freiburg com falta - ele era o último homem. Com vantagem numérica e também no placar, o Freiburg desperdiçou seguidas chances para ampliar o marcador.

continua após publicidade

Mas, surpreendentemente, foi o Leipzig que mandou a bola para as redes. Aos 31, após levantamento na área, Orban escorou de cabeça na entrada da área e Nkunku surgiu na pequena área para completar para o gol. Na sequência, o Leipzig ainda perdeu duas boas oportunidades de virar o placar.

A final acabou sendo estendida para a prorrogação. Desta vez, foi o Freiburg que teve o gol do título nas mãos, no final da primeira etapa. Após a bola carimbar o pé da trave, a sobra ficou com Demirovic, que tinha o gol aberto diante de si, mas mandou um balão por cima do travessão.

A segunda etapa era mais discreta até o Freiburg carimbar o travessão e levar um susto em sua defesa. Um pênalti a favor do Leipzig não foi marcado pelo árbitro, mesmo após consultar o VAR. O confronto, então, acabou sendo decidido nas penalidades.