Esportes

Com pouca gasolina no carro, Vettel é desclassificado

A Fórmula 1 registrou uma punição do tipo pela última vez há quase 10 anos, quando o inglês Lewis Hamilton perdeu a pole do GP da Espanha

Da Redação ·
A festa do alemão Sebastian Vettel durou pouco
fonte: LAT Images for Mercedes-Benz Grand Prix Ltd.
A festa do alemão Sebastian Vettel durou pouco

A festa do alemão Sebastian Vettel e dos mecânicos da Aston Martin com o segundo lugar no GP da Hungria de Fórmula 1, a 11.ª etapa da temporada 2021, durou apenas algumas horas neste domingo. A inspeção técnica feita pelos fiscais de prova detectou que o carro do tetracampeão mundial acabou a corrida com apenas 300ml de combustível no tanque. Entretanto, o regulamento técnico diz que é necessário pelo menos um litro de gasolina para a análise.

continua após publicidade

Após cruzar a linha de chegada, Vettel não conseguiu levar o carro para o pit-lane depois da corrida e ficou parado na curva 12, onde fez festa com a torcida nas arquibancadas. Além do alemão, o inglês George Russell teve de parar a sua Williams antes de completar a volta de chegada para os boxes. Entretanto, o documento assinado por Jo Bauer, delegado-técnico da Federação Internacional de Automobilismo (FIA, na sigla em francês), mencionou apenas a ocorrência no carro da Aston Martin.

"Após a corrida, foi verificado no carro número 5 se uma amostra de 1L de combustível poderia ser retirada do carro. Foi possível tirar somente uma amostra de 0,3L seguindo os procedimentos previstos no Artigo 6.6.4 do Regulamento Técnico da F1 de 2021", disse o comunicado da FIA. "Portanto, encaminho este assunto aos comissários para consideração, visto que isso não está em conformidade com o Artigo 6.6.2 do Regulamento Técnico da F1 de 2021", completou.

continua após publicidade

A punição para a não-conformidade em tais casos é a desclassificação. A Fórmula 1 registrou uma punição do tipo pela última vez há quase 10 anos, quando o inglês Lewis Hamilton perdeu a pole do GP da Espanha. O venezuelano Pastor Maldonado, então na Williams, herdou a pole, largou na frente e venceu a corrida em Barcelona, dando à equipe inglesa aquela que, até hoje, é sua última vitória no Mundial.

Desta forma, Vettel e a Aston Martin perdem a segunda colocação e os 18 pontos somados na Hungria com a desclassificação. Por outro lado, a mudança no resultado coloca o finlandês Kimi Raikkonen na zona de pontuação, em 10.º lugar, beneficia também o holandês Max Verstappen, que pula de 10.º para nono e, desta forma, soma dois ao invés de um ponto, mas ajuda mais ainda Hamilton.

Ao pular de terceiro para segundo no resultado oficial do GP da Hungria, o inglês agora soma 18 pontos ao invés do 15 que teria anteriormente. Desta forma, o heptacampeão mundial amplia a vantagem no campeonato: agora com 195, o piloto da Mercedes tem oito de frente para Verstappen.

continua após publicidade

O espanhol Carlos Sainz Jr., da Ferrari, de quarto colocado na posição original, pula para terceiro e todos os demais pilotos sobem uma posição, a seguir: Fernando Alonso em quarto, Pierre Gasly em quinto, Yuki Tsunoda em sexto. Nicholas Latifi pula para sétimo, seguido por George Russell, Verstappen e Raikkonen fechando o Top10.

Confira como ficou o GP da Hungria:

1.º - Esteban Ocon (FRA/Alpine) - 1h32min54s762, após 70 voltas

continua após publicidade

2.º - Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) - a 2s736

3.º - Carlos Sainz Jr. (ESP/Ferrari) - a 15s018

continua após publicidade

4.º - Fernando Alonso (ESP/Alpine) - a 15s651

5.º - Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - a 1min03s614

6.º - Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri) - a 1min15s803

continua após publicidade

7.º - Nicholas Latifi (CAN/Williams) - a 1min17s910

8.º - George Russell (GBR/Williams) - a 1min19s094

9.º - Max Verstappen (HOL/Red Bull) - a 1min20s244

continua após publicidade

10.º - Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - a 1 volta

11.º - Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) - a 1 volta

continua após publicidade

12.º - Mick Schumacher (ALE/Haas) - a 1 volta

13.º - Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - a 1 volta

Não completaram a prova:

continua após publicidade

Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin)

Nikita Mazepin (RUS/Haas)

Lando Norris (GBR/McLaren)

Sergio Perez (MEX/Red Bull)

Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)

Charles Leclerc (MON/Ferrari)

Lance Stroll (CAN/Aston Martin)

(Estadão Conteúdo)