Esportes

Com gols no fim, Genoa vence Juventus de virada e respira na luta contra a queda

Da Redação ·

Em uma poderosa "zebra" nesta reta final do Campeonato Italiano, o Genoa surpreendeu nesta sexta-feira e derrubou a Juventus, diante de sua torcida presente no estádio Luigi Ferraris, em Gênova. A equipe da casa marcou dois gols nos minutos finais e buscou a virada, por 2 a 1, sobre o favorito.

continua após publicidade

Se o resultado não afeta as ambições da Juventus na competição, pode mudar tudo para o Genoa, ameaçado de rebaixamento. O time ganhou novo fôlego com esta vitória, muito celebrada pelos jogadores junto à torcida. Tentando escapar da queda, o vice-lanterna chegou aos mesmos 28 pontos do Cagliari, manteve a posição, mas agora está a apenas um ponto de deixar a zona da degola.

A Juventus segue no quarto lugar, com 69 pontos, e não pode ser mais alcançada pela Roma, que figura em quinto. Assim, o time de Turim já está garantido na próxima edição da Liga dos Campeões, diretamente na fase de grupos. A liderança pertence à Inter de Milão, que venceu o Empoli por 4 a 2 nesta sexta e assumiu a ponta provisoriamente, com 78 pontos, apenas um acima do Milan, que ainda entrará em campo no fim de semana.

continua após publicidade

Genoa e Juventus fizeram um primeiro tempo de poucas emoções, o que contrastou com o movimento segundo tempo no Luigi Ferraris. Logo aos 3 minutos, Paulo Dybala abriu o placar, colocando o time visitante em vantagem. Na sequência, a Juventus criou diversas oportunidades, suficiente até para emplacar uma goleada. Mas falhou demais nas finalizações.

Sem se abater, o Genoa buscou o empate aos 41 minutos. Em rápido ataque pelo meio, Amiri enfiou lindo passe para Gudmundsson, que invadiu a área e bateu na saída do goleiro Szczesny. A resposta da Juventus quase veio aos 48. Kean desperdiçou chance incrível ao receber sozinho na entrada da área, com o gol aberto, e bater para fora.

A torcida da Juventus teve ainda mais motivos para lamentar um minuto depois. Foi quando De Sciglio atropelou Kelvin Yeboah dentro da área e o árbitro confirmou o pênalti aos 49 minutos do segundo tempo. Criscito bateu no canto esquerdo do goleiro Szczesny e virou o jogo, fazendo a festa da torcida de Gênova.